29 maio 2011

EU MORO NA MEGACITY

CLÁSSICAS

Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

-------------------------

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

Luís de Camões

-------------------------

Quem diz que Amor é falso ou enganoso

Quem diz que Amor é falso ou enganoso,
Ligeiro, ingrato, vão desconhecido,
Sem falta lhe terá bem merecido
Que lhe seja cruel ou rigoroso.

Amor é brando, é doce, e é piedoso.
Quem o contrário diz não seja crido;
Seja por cego e apaixonado tido,
E aos homens, e inda aos Deuses, odioso.

Se males faz Amor em mim se vêem;
Em mim mostrando todo o seu rigor,
Ao mundo quis mostrar quanto podia.

Mas todas suas iras são de Amor;
Todos os seus males são um bem,
Que eu por todo outro bem não trocaria.

Luís de Camões

IMAGENS

26 maio 2011

CANTE COMIGO



CANTEIROS
FAGNER

Quando penso em você fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa, menos a felicidade
Correm os meus dedos longos
Em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego
Já me dá contentamento

Pode ser até manhã, cedo, claro, feito dia
Mas nada do que me dizem me faz sentir alegria

Eu só queria ter do mato
Um gosto de framboesa
Pra correr entre os canteiros
E esconder minha tristeza

E eu ainda sou bem moço pra tanta tristeza
E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço sem ter visto a vida

Eu só queria ter do mato
Um gosto de framboesa
Pra correr entre os canteiros
E esconder minha tristeza

E eu ainda sou bem moço pra tanta tristeza
E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço sem ter visto a vida

(são as águas de março fechando o verão é a
promessa de vida no nosso coração)



ESPUMAS AO VENTO
FAGNER

Sei que aí dentro ainda mora
Um pedacinho de mim
Um grande amor não se acaba assim
Feito espumas ao vento
Não é coisa de momento, raiva passageira
Mania que dá e passa, feito brincadeira
O amor deixa marcas
Que não dá pra apagar

Sei que errei tô aqui pra te pedir perdão
Cabeça doida, coração na mão
Desejo pegando fogo
E sem saber direito a hora e o que fazer
Eu não encontro uma palavra só pra te dizer
Ah! Se eu fosse você eu voltava pra mim de novo

refrão 2x

De uma coisa fique certa, amor
A porta vai estar sempre aberta, amor
O meu olhar vai dar uma festa, amor
Na hora que você chegar

ULTIMA PARTE

Sei que errei tô aqui pra te pedir perdão
Cabeça doida, coração na mão
Desejo pegando fogo
e sem saber direito a hora e o que fazer
Eu não encontro uma palavra só pra te dizer
Ah! Se eu fosse você eu voltava pra mim de novo
Repete: Refrão duas vezes

Repete: Refrão



REVELAÇÃO
FAGNER

Um dia vestido de saudade viva
Faz ressuscitar
Casas mal vividas, camas repartidas
Faz se revelar

Quando a gente tenta de toda maneira dele se guardar
Sentimento ilhado, morto, amordaçado
Volta a incomodar

Quando a gente tenta de toda maneira dele se guardar
Sentimento ilhado, morto, amordaçado
Volta a incomodar

Quando a gente tenta de toda maneira dele se guardar
Sentimento ilhado, morto, amordaçado
Volta a incomodar




JURA SECRETA
FAGNER

Só uma coisa me entristece
O beijo de amor que não roubei
A jura secreta que não fiz
A briga de amor que eu não causei

Nada do que posso me alucina
Tanto quanto o que não fiz
Nada do que eu quero me suprime
Do que por não saber ainda não quis

Só uma palavra me devora
Aquela que meu coração não diz
Só o que me cega é o que me faz infeliz
É o brilho do olhar que eu não sofrí.



FANATISMO
FAGNER

Minha alma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver
Pois que tu és já toda minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida,
Passo no mundo meu amor a ler
O misterioso livro do teu ser,
A mesma história tantas vezes lida

"Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."
Quando me dizem isso toda a graça
Tua boca divina fala em mim
E olhos postos em ti, digo de rastros:
" Podem voar mundos, morrer astros
Que tu és como um Deus, princípio e fim."

Eu já te falei de tudo, mas tudo isto é pouco
diante do que sinto



ULTIMO PAU DE ARARA
FAGNER


A vida aqui só é ruim
Quando não chove no chão
Mas se chover dá de tudo
Fartura tem de porção

Tomara que chova logo
Tomara, meu Deus, tomara
Só deixo o meu Cariri

No último pau-de-arara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara

Enquanto a minha vaquinha
Tiver o couro e o osso
E puder com o chocoalho
Pendurado no pescoço
Vou ficando por aqui
Que Deus do céu me ajude
Quem sai da terra natal
Em outro canto não pára

Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Enquanto a minha vaquinha
Tiver o couro e o osso
E puder com o chocoalho
Pendurado no pescoço
Vou ficando por aqui

CANTE COMIGO



Wish You Were Here
Pink Floyd


So, so you think you can tell
Heaven from Hell
Blue skies from pain
Can you tell a green field
From a cold steel rail?
A smile from a veil?
Do you think you can tell?

Did they get you to trade
Your heroes for ghosts?
Hot ashes for trees?
Hot air for a cool breeze?
Cold comfort for change?
Did you exchange
A walk on part in the war
For a lead role in a cage?

How I wish
How I wish you were here
We're just two lost souls
Swimming in a fish bowl
Year after year
Running over the same old ground
What have we found?
The same old fears
Wish you were here

Queria que Você Estivesse Aqui
Pink Floyd


Então, então você acha que consegue distinguir
O céu do inferno
Céus azuis da dor
Você consegue distinguir um campo verde
de um frio trilho de aço?
Um sorriso de um véu?
Você acha que consegue distinguir?

Fizeram você trocar
Seus heróis por fantasmas?
Cinzas quentes por árvores?
Ar quente por uma brisa fria?
Conforto frio por mudança?
Você trocou
Uma pequena participação na guerra
Por um papel principal numa cela?

Como eu queria
Como eu queria que você estivesse aqui
Somos apenas duas almas perdidas
Nadando num aquário
Ano após ano
Correndo sobre o mesmo velho chão
O que encontramos?
Os mesmos velhos medos
Queria que você estivesse aqui



Time
Pink Floyd


Ticking away the moments that make up a dull day
You fritter and waste the hours in an offhand way.
Kicking around on a piece of ground in your home town
Waiting for someone or something to show you the way.

Tired of lying in the sunshine staying home to watch
the rain.
You are young and life is long and there is time to
kill today.
And then one day you find ten years have got behind
you.
No one told you when to run, you missed the starting
gun.

And you run and you run to catch up with the sun but
it's sinking
And racing around to come up behind you again.
The sun is the same in a relative way but you're
older,
Shorter of breath and one day closer to death.

Every year is getting shorter never seem to find the
time.
Plans that either come to naught or half a page of
scribbled lines
Hanging on in quiet desparation is the English way
The time has gone, the song is over,
Thought I'd something more to say.

Home, home again
I like to be here when I can
When I come home cold and tired,
It's good to warm my bones beside the fire
Far away across the field
The tolling of the iron bell
Calls the faithful to their knees
To hear the softly spoken magic spells.

Time (tradução)
Pink Floyd

O "tic-tac" vai marcando cada momento de um dia morto
você gasta à toa e joga no lixo as horas, descontroladamente
Perambulando de um lugar para outro em sua cidade
natal
Esperando por alguém ou alguma coisa que te mostre o
caminho.

Cansado de tomar banho de sol, de ficar em casa vendo
a chuva
Você é jovem, a vida é longa, e há tempo para
desperdiçar
Até que um dia você descobre que dez anos ficaram
para trás
Ninguém te disse quando começar a correr, você perdeu
a largada.

E você corre e corre atrás do sol, mas ele está se
pondo
Fazendo a volta para nascer outra vez atrás de você
de uma maneira relativa o sol é o mesmo, mas você
está mais velho
Com menos fôlego e um dia mais perto da morte.

Cada ano vai ficando mais curto, parece não haver
tempo para nada
Planos que dão em nada, ou meia página de linhas
rabiscadas
Esperar em quieto desespero é a maneira inglesa
O tempo se foi, a música terminou, pensei que eu tivesse algo mais a dizer.

Em casa, em casa de novo
Eu gosto de ficar aqui quando posso
Quando eu chego em casa com frio e cansado
É bom aquecer meus ossos ao lado do fogo
Bem longe no campo
O toque do sino de ferro
Deixa os fiéis de joelhos
Para ouvirem as encantos mágicos sussurrados



Money
Pink Floyd


Money, get away.
Get a good job with more pay and you're okay.
Money, it's a gas.
Grab that cash with both hands and make a stash.
New car, caviar, four star daydream,
Think I'll buy me a football team.

Money, get back.
I'm all right Jack keep your hands off of my stack.
Money, it's a hit.
Don't give me that do goody good bullshit.
I'm in the high-fidelity first class travelling set
And I think I need a Lear jet.

Money, it's a crime.
Share it fairly but don't take a slice of my pie.
Money, so they say
Is the root of all evil today.
But if you ask for a raise it's no surprise that they're
giving none away.

"HuHuh! I was in the right!"
"Yes, absolutely in the right!"
"I certainly was in the right!"
"You was definitely in the right. That geezer was cruising for a bruising!"
"Yeah!"
"Why does anyone do anything?"
"I don't know, I was really drunk at the time!"
"I was just telling him, he couldn't get into number 2. He was asking
why he wasn't coming up on freely, after I was yelling and
screaming and telling him why he wasn't coming up on freely.
It came as a heavy blow, but we sorted the matter out"

Dinheiro
Pink Floyd

Dinheiro, fuja
Arrume um bom emprego com um salário melhor você fica 'ok'
Dinheiro, é um combustível
Agarre essa grana com as mãos e esconda-a
Carro novo, caviar, quatro estrelas, sonhar acordado
Acho que comprarei um time de futebol para mim

Dinheiro, volte
Eu estou bem, cara, tire suas mãos do meu monte
Dinheiro, é um golpe
Mas não me venha com esse papo furado
Estou na alta fidelidade viajando na primeira classe
Acho que preciso de um jatinho

Dinheiro, é um crime
Divida-o de um modo justo mas não pegue um pedaço da minha torta
Dinheiro, assim eles dizem
É a raiz de todo o mal hoje em dia
Mas se você pedir um aumento não é surpresa que eles
Não estejam dando nenhum

"HuHuh! Eu tinha razão!"
"Sim, absolutamente com razão!"
"Eu certamente tinha razão!"
"Você estava definitivamente na direita. Esse velhote estava cruzando para contusões"
"Yeah!"
"Por que ninguém faz nada?"
"Eu não sei, eu estava muito bêbado no momento!"
"Eu só estava dizendo, ele não podia entrar na número 2. Ele estava perguntando porque ele não estava chegando livremente, depois eu estava gritando e dizendo a ele porque ele não estava chegando livremente. Veio como um duro golpe, mas resolvemos o assunto."



Another Brick In The Wall
Pink Floyd


parte1
Daddy's flown across the ocean
Leaving just a memory
Snapshot in the family album
Daddy what else did you leave for me?
Daddy, what'd'ja leave behind for me?!?
All in all it was just a brick in the wall.
All in all it was all just bricks in the wall.

"You! Yes, you behind the bikesheds, stand still
lady!"

When we grew up and went to school
There were certain teachers who would
Hurt the children in any way they could
(oof!)
By pouring their derision
Upon anything we did
And exposing every weakness
However carefully hidden by the kids
But in the town it was well known
When they got home at night, their fat and
Psychopathic wives would thrash them
Within inches of their lives.

parte 2

We don't need no education
We dont need no thought control
No dark sarcasm in the classroom
Teachers leave them kids alone
Hey! Teachers! Leave them kids alone!
All in all it's just another brick in the wall.
All in all you're just another brick in the wall.

We don't need no education
We don't need no thought control
No dark sarcasm in the classroom
Teachers leave us kids alone
Hey! Teachers! Leave us kids alone!
All in all it's just another brick in the wall.
All in all you're just another brick in the wall.

"Wrong, Guess again! 2x
If you don't eat yer meat, you can't have any pudding.
How can you have any pudding if you don't eat yer meat?
You! Yes, you behind the bikesheds, stand still laddie!"

parte 3

I don't need no arms around me
And I don't need no drugs to calm me
I have seen the writing on the wall
Don't think I need anything at all

No! Don't think I'll need anything at all
All in all it was all just bricks in the wall.
All in all you were all just bricks in the wall.

Outro Tijolo Na Parede (tradução)
Pink Floyd


pt.1
O papai voou pelo oceano
Deixando apenas uma memória
Foto instantânea no álbum de família
Papai, o que mais você deixou para mim?
Papai, o que você deixou para mim?
Tudo era apenas um tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

"Você! Sim, você atrás das bicicletas, parada aí, garota!"


Quando crescemos e fomos à escola
Havia certos professores que
Machucariam as crianças da forma que eles pudessem
(oof!)
Despejando escárnio
Sobre tudo o que fazíamos
E os expondo todas as nossas fraquezas
Mesmo que escondidas pelas crianças
Mas na cidade era bem sabido
Que quando eles chegavam em casa
Suas esposas, gordas psicopatas, batiam neles quase até a morte


pt.2

Não precisamos de nenhuma educação
Não precisamos de controle mental
Chega de humor negro na sala de aula
Professores, deixem as crianças em paz
Ei! Professores! Deixem essas crianças em paz!
Tudo era apenas um tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

Não precisamos de nenhuma educação
Não precisamos de controle mental
Chega de humor negro na sala de aula
Professores, deixem as crianças em paz
Ei! Professores! Deixem essas crianças em paz!
Tudo era apenas um tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

"Errado, faça de novo!" (2x)
"Se você não comer sua carne, você não ganha pudim. Como você
pode ganhar pudim se não comer sua carne?"
"Você! Sim, você atrás das bicicletas, parada aí, garota!"

pt.3

Eu não preciso de braços ao meu redor
E eu não preciso de drogas para me acalmar
Eu vi os escritos no muro
Não pense que preciso de algo, absolutamente

Não! Não pense que eu preciso de alguma coisa afinal
Tudo era apenas um tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

CORA CORALINA

MULHER DA VIDA

Mulher da Vida,
Minha irmã.
De todos os tempos.
De todos os povos.
De todas as latitudes.
Ela vem do fundo imemorial das idades
e carrega a carga pesada
dos mais torpes sinônimos,
apelidos e ápodos:
Mulher da zona,
Mulher da rua,
Mulher perdida,
Mulher à toa.
Mulher da vida,
Minha irmã.

CORA CORALINA

------------------------------------------

CONCLUSÕES DE ANINHA

Estavam ali parados. Marido e mulher.
Esperavam o carro. E foi que veio aquela da roça
tímida, humilde, sofrida.
Contou que o fogo, lá longe, tinha queimado seu rancho,
e tudo que tinha dentro.
Estava ali no comércio pedindo um auxílio para levantar
novo rancho e comprar suas pobrezinhas.

O homem ouviu. Abriu a carteira tirou uma cédula,
entregou sem palavra.
A mulher ouviu. Perguntou, indagou, especulou, aconselhou,
se comoveu e disse que Nossa Senhora havia de ajudar
E não abriu a bolsa.
Qual dos dois ajudou mais?

Donde se infere que o homem ajuda sem participar
e a mulher participa sem ajudar.
Da mesma forma aquela sentença:
"A quem te pedir um peixe, dá uma vara de pescar."
Pensando bem, não só a vara de pescar, também a linhada,
o anzol, a chumbada, a isca, apontar um poço piscoso
e ensinar a paciência do pescador.
Você faria isso, Leitor?
Antes que tudo isso se fizesse
o desvalido não morreria de fome?
Conclusão:
Na prática, a teoria é outra.

CORA CORALINA

25 maio 2011

CANTE COMIGO



Let It Be
The Beatles


When I find myself in times of trouble
Mother Mary comes to me
Speaking words of wisdom, let it be

And in my hour of darkness
She is standing right in front of me
Speaking words of wisdom, let it be

Let it be, let it be
Let it be, let it be
Whisper words of wisdom, let it be

And when the broken hearted people
Living in the world agree
There will be an answer, let it be

For though they may be parted
There is still a chance that they will see
There will be an answer, let it be

Let it be, let it be
Let it be, let it be
Yeah there will be an answer, let it be

Let it be, let it be
Let it be, let it be
Whisper words of wisdom, let it be

Let it be, let it be
Ah let it be, yeah let it be
There will be answers, let it be

Let it be, let it be
Ah let it be, yeah let it be
There will be answers, let it be

And when the night is cloudy
There is still a light that shines on me
Shine on until tomorrow, let it be

I wake up to the sound of music,
Mother Mary comes to me
There will be no sorrow, let it be

Yeah let it be, let it be
Let it be, yeah let it be
Oh there will be no sorrow, let it be

Let it be, let it be
Ah let it be, yeah let it be
Whisper words of wisdom, let it be

TRADUÇÃO

Deixe Estar
The Beatles

Quando eu me encontro em momentos difíceis
Mãe Maria vem para mim
Falando palavras de sabedoria, deixe estar

E nas minhas horas de escuridão
Ela está em pé bem na minha frente
Falando palavras de sabedoria, deixe estar.

Deixe estar, deixe estar.
Deixe estar, deixe estar.
Sussurrando palavras de sabedoria, deixe estar.

E quando todas as pessoas magoadas
Morando no mundo concordarem,
Haverá uma resposta, deixa estar.

Pois embora possam estar separados há
Ainda uma chance que eles verão
Haverá uma resposta, deixe estar.

Deixe estar, deixe estar,
Deixe estar, deixe estar,
Haverá uma resposta, deixe estar.

Deixe estar, deixe estar,
Deixe estar, deixe estar,
Sussurrando palavras de sabedoria, deixe estar.

Deixe estar, deixe estar,
Deixe estar, deixe estar,.
Haverão respostas, deixe estar

Deixe estar, deixe estar,
Deixe estar, deixe estar,.
Haverão respostas, deixe estar

E quando a noite está nublada,
Há ainda uma luz que brilha em mim,
Brilha até amanhã, deixe estar.

Eu acordo ao som da música
Mãe Maria vem para mim
Não haverá tristeza, deixe estar

Sim, deixa estar, deixa estar,
Deixa estar, deixa estar,
Não haverá tristeza, deixe estar

Deixe estar, deixe estar,
Deixe estar, sim, deixe estar,
Sussurrando palavras de sabedoria, deixa estar



Yellow Submarine
The Beatles


In the town where I was born
Lived a man who sailed to sea
And he told us of his life
In the land of submarines

So we sailed on to the sun
Till we found a sea of green
And we lived beneath the waves
In our yellow submarine

We all live in a yellow submarine
Yellow submarine, yellow submarine
We all live in a yellow submarine
Yellow submarine, yellow submarine

And our friends are all aboard
Many more of them live next door
And the band begins to play

We all live in a yellow submarine
Yellow submarine, yellow submarine
We all live in a yellow submarine
Yellow submarine, yellow submarine

{Full speed ahead Mr. Boatswain, full speed ahead
Full speed ahead it is, Sgt.
Cut the cable, drop the cable
Aye, aye, Sir, aye, aye
Captain, captain}

As we live a life of ease
Every one of us has all we need
(One of us, has all we need)
Sky of blue and sea of green
(Sky of blue, sea of green)
In our yellow submarine
(In our yellow, submarine, aha)

We all live in a yellow submarine
A yellow submarine, yellow submarine
We all live in a yellow submarine
A yellow submarine, yellow submarine

We all live in a yellow submarine
Yellow submarine, yellow submarine
We all live in a yellow submarine
Yellow submarine, yellow submarine

Submarino amarelo
The Beatles


Na cidade onde eu nasci
Viveu um homem que partiu para o mar
E ele nos contou a sua vida
Na terra dos submarinos

Então navegamos até o sol
Até que descobrimos um mar verde
E nós vivemos sob as ondas
Em nosso submarino amarelo

Todos nós vivemos num submarino amarelo
Submarino amarelo, submarino amarelo
Todos nós vivemos num submarino amarelo
Submarino amarelo, submarino amarelo

E nossos amigos estão todos a bordo
Muitos deles moram na vizinhança
E a banda começa a tocar

Todos nós vivemos num submarino amarelo
Submarino amarelo, submarino amarelo
Todos nós vivemos num submarino amarelo
Submarino amarelo, submarino amarelo

(Toda a velocidade à frente Sr. Boatswain, toda velocidade à frente
Estamos a toda velocidade, Sgt.
Cortar cabo, derrubar cabo
Sim, Senhor, sim
Capitão, capitão)

Como vivemos uma vida tranquila
Todos nós temos tudo o que precisamos
(Todos nós temos tudo o que precisamos)
Céu azul e mar verde
(Céu azul e mar verde)
No nosso submarino amarelo
(No nosso submarino amarelo)

Todos nós vivemos num submarino amarelo
Num submarino amarelo, submarino amarelo
Todos nós vivemos num submarino amarelo
Num submarino amarelo, submarino amarelo

Todos nós vivemos num submarino amarelo
Num submarino amarelo, submarino amarelo
Todos nós vivemos num submarino amarelo
Num submarino amarelo, submarino amarelo



Something
The Beatles


Something in the way she moves
Attracts me like no other lover
Something in the way she woos me
I don't want to leave her now
You know I believe and how

Somewhere in her smile she knows
That I don't need no other lover
Something in her style that shows me
I don't want to leave her now
You know I believe and how

You're asking me, will my love grow?
I don't know, I don't know
You stick around now it may show
I don't know, I don't know

Something in the way she knows
And all I have to do is think of her
Something in the things she shows me
I don't want to leave her now
You know I believe and how

Alguma coisa
The Beatles


Alguma coisa no jeito que ela se move
Me atrai como nenhum outro amor
Alguma coisa no jeito que ela me fascina
Eu não quero deixá-la agora
Você sabe que eu acredito e muito.

Algum lugar no sorriso dela, ela sabe
Que eu não preciso de outro amor
Alguma coisa na maneira dela que me mostra
Eu não quero deixá-la agora
Você sabe, eu acredito e como

Você está me perguntando, meu amor crescerá?
Eu não sei, eu não sei
Fique por perto agora, ele pode aparecer
Eu não sei, eu não sei

Alguma coisa no jeito dela, ela sabe
E tudo o que eu tenho que fazer é pensar nela
Algo nas coisas que ela me mostra
Eu não quero deixá-la agora
Você sabe, eu acredito e como



Come Together
The Beatles


Here come old flat top
He come groovin' up slowly
He got joo joo eyeballs
He want holy rollers
He got hair down to his knees
Got to be a joker
He just do what he please

He wear no shoeshine
He got toe jam football
He got monkey finger
He shoot Coca Cola
He say I know you, you know me
One thing I can tell you is
You got to be free
Come together, right now
Over me

He bag production
He got walrus gumboot
He got Ono sideboard
He one spinal cracker
He got feet down below his knees
Hold you in his armchair
You can feel his disease
Come together, right now
Over me

He roller coaster
He got early warning
He got muddy water
He one Mojo filter
He say one and one and one is three
Got to be good looking
'cause he's so hard to see
Come together right now
Over me

Come together, yeah
Come together, yeah
Come together, yeah
Come together, yeah
Come together, yeah
Come together, yeah
Come together, yeah

Come together, yeah...

Venha junto
The Beatles


Lá vem o velho mais chato
Ele vem gingando lentamente
Ele tem olhos mágicos
Ele quer cilindros santos
Ele tem cabelos até seu joelho
Tem que ser um cômico,
Ele simplesmente faz o que lhe agrada

Ele não usa nenhuma graxa no sapato
Ele tem dedos de jogador de futebol
Ele tem dedo de macaco
Ele atira em garrafa de coca cola
Ele diz que eu o conheço, você me conhece
Uma coisa que eu posso dizer pra você
É que você tem que ser livre
Venha junto, agora mesmo
Após eu

Ele ensacola produção
Ele tem botas de morsa
Ele tem as costeletas da Ono
Ele é uma invasor espinhal
Ele tem pés abaixo do seu joelho
Abraça você na poltrona dele,
você pode sentir a doença dele
Venha junto, agora mesmo
Após eu

Ele vai na montanha-russa
Ele recebe o aviso prévio
Ele tem água barrenta
Ele é um filtro de feitiço
Ele diz um e um e um é três
Tem que ser de boa aparência
Porque ele é tão difícil de ver
Venha junto, agora mesmo
Após eu

Venha junto, yeah
Venha junto, yeah
Venha junto, yeah
Venha junto, yeah
Venha junto, yeah
Venha junto, yeah
Venha junto, yeah

Venha junto, yeah

24 maio 2011

LIMEIRA (SP)










CANTE COMIGO



O Leãozinho
Caetano Veloso


Gosto muito de te ver, Leãozinho
Caminhando sob o sol
Gosto muito de você, Leãozinho

Para desentristecer, Leãozinho
O meu coração tão só
Basta eu encontrar você no caminho

Um filhote de leão, raio da manhã
Arrastando o meu olhar como um ímã
O meu coração é o sol pai de toda a cor
Quando ele lhe doura a pele ao léu

Gosto de te ver ao sol, Leãozinho
De te ver entrar no mar
Tua pele, tua luz, tua juba

Gosto de ficar ao sol, Leãozinho
De molhar minha juba
De estar perto de você e entrar numa



Qualquer Coisa
Caetano Veloso


Esse papo já tá qualquer coisa
Você já tá pra lá de Marrakesh
Mexe qualquer coisa dentro, doida
Já qualquer coisa doida, dentro, mexe

Não se avexe não, baião de dois
Deixe de manha, deixe de manha
Pois, sem essa aranha, sem essa aranha, sem essa aranha
Nem a sanha arranha o carro
Nem o sarro arranha a Espanha
Meça tamanha, meça tamanha
Esse papo seu já tá de manhã

Berro pelo aterro, pelo desterro
Berro por seu berro, pelo seu erro
Quero que você ganhe, que você me apanhe
Sou o seu bezerro gritando mamãe
Esse papo meu tá qualquer coisa e você tá pra lá de Teerã



Lua e Estrela
Caetano Veloso


Menina do anel de lua e estrela
Raios de sol no céu da cidade
Brilho da lua oh oh oh, noite é bem tarde
Penso em você, fico com saudade

Manhã chegando
Luzes morrendo, nesse espelho
Que é nossa cidade
Quem é você, qual o seu nome
Conta pra mim, diz como eu te encontro
Mas deixa o destino, deixe ao acaso
Quem sabe eu te encontro
De noite no Baixo
Brilho da lua oh oh oh, noite é bem tarde
Penso em você, fico com saudade



Haiti
Caetano Veloso


Quando você for convidado pra subir no adro
Da fundação casa de Jorge Amado
Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos e outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos
(E são quase todos pretos)
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se os olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque, um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
Em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula
Não importa nada:
Nem o traço do sobrado
Nem a lente do fantástico,
Nem o disco de Paul Simon
Ninguém, ninguém é cidadão
Se você for ver a festa do pelô, e se você não for
Pense no Haiti, reze pelo...
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui
E na TV se você vir um deputado em pânico mal dissimulado
Diante de qualquer, mas qualquer mesmo, qualquer, qualquer
Plano de educação que pareça fácil
Que pareça fácil e rápido
E vá representar uma ameaça de democratização
Do ensino de primeiro grau
E se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital
E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
E nenhum no marginal
E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
Notar um homem mijando na esquina da rua sobre um saco
Brilhante de lixo do Leblon
E ao ouvir o silêncio sorridente de São Paulo
Diante da chacina
111 presos indefesos, mas presos são quase todos pretos
Ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres
E pobres são como podres e todos sabem como se tratam os pretos
E quando você for dar uma volta no Caribe
E quando for trepar sem camisinha
E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba
Pense no Haiti, reze pelo
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui



Qualquer Coisa
Caetano Veloso


Esse papo já tá qualquer coisa
Você já tá pra lá de Marrakesh
Mexe qualquer coisa dentro, doida
Já qualquer coisa doida, dentro, mexe

Não se avexe não, baião de dois
Deixe de manha, deixe de manha
Pois, sem essa aranha, sem essa aranha, sem essa aranha
Nem a sanha arranha o carro
Nem o sarro arranha a Espanha
Meça tamanha, meça tamanha
Esse papo seu já tá de manhã

Berro pelo aterro, pelo desterro
Berro por seu berro, pelo seu erro
Quero que você ganhe, que você me apanhe
Sou o seu bezerro gritando mamãe
Esse papo meu tá qualquer coisa e você tá pra lá de Teerã

23 maio 2011

CANTE COMIGO



A História de Lili Braun
Maria Gadú


Como num romance
O homem dos meus sonhos
Me apareceu dancing
Era mais um
Só que num relance
Os seus olhos me chuparam
Feito um zoom
Ele me comia
Com aqueles olhos
De comer fotografia
Eu disse X
E de close em close
Fui perdendo a pose
E até sorri, feliz

E voltou
Me ofereceu um drinque
Me chamou de anjo azul
Minha visão
Foi desde então ficando flou

Como no cinema
Me mandava às vezes
Uma rosa e um poema
Foco de luz
Eu, feito uma gema
Me desmilinguindo toda
Ao som do blues
Abusou do scoth
Disse que meu corpo
Era só dele aquela noite
Eu disse please
Xale no decote
Disparei com as faces
Rubras e febris

E voltou
No derradeiro show
Com dez poemas e um buquê
Eu disse adeus
Já vou com os meus
Pra uma turnê
Como amar esposa
Disse que agora
Só me amava como esposa
Não como star
Me amassou as rosas
Me queimou as fotos
Me beijou no altar
Nunca mais romance
Nunca mais cinema
Nunca mais drinque no dancing Nunca mais cheese
Nunca uma espelunca
Uma rosa nunca
Nunca mais feliz
Nunca mais romance
Nunca mais cinema
Nunca mais drinque no dancing Nunca mais cheese
Nunca uma espelunca
Uma rosa nunca
Nunca mais feliz



Quando Você Passa
Maria Gadú


Esse turu turu turu aqui dentro
Que faz turu turu quando você passa
Meu olhar decora cada movimento
Até seu sorriso me deixa sem graça

Se eu pudesse te prender,
dominar seus sentimentos,
Controlar seu passos,
ler sua agenda e pensamentos
Mas meu frágil coração
Acelera o batimento e faz turu turu turu turu tu...

Esse turu tatuado no meu peito
Gruda e o turu turu turu não tem jeito
Deixa sua marca no meu dia-a-dia
Nesse misto de prazer e agonia

Nem estou dormindo mais,
Já não saio com os amigos
Sinto falta dessa paz que encontrei no seu sorriso
Qualquer coisa entre nós vem crescendo pouco a pouco
E já não nos deixa à sós isso vai nos deixar loucos

Se é amor, sei lá!
Só sei que sem você parei de respirar
E é você chegar pra esse turu turu turu vir me atormentar
Se esse turu tatuado no meu peito
Gruda e o turu, turu, turu, não tem jeito
Deixa sua marca no meu dia-a-dia

Nesse misto de prazer e agonia
Eu desisto de entender
É um sinal que estamos vivos
Pra esse amor que vai crescer
Não há lógica nos livros
E quem poderá prever

Um romance imprevisível
Com um turu, turu, turu, turu, turu, turu, tu
Esse turu turu turu aqui dentro
Que faz turu turu quando você passa

Nem estou dormindo mais
Já não saio com os amigos
Sinto falta desse turu, turu, turu, turu, turu, tu.



Tudo Diferente
Maria Gadú


Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas trilhas caminham pra gente se achar, viu?
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas trilhas caminham pra gente se achar, né?
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta

Você passa, eu paro
Você faz, eu falo
Mas a gente no quarto sente o gosto bom que o oposto tem
Não sei, mas sinto, uma força que embala tudo
Falo por ouvir o mundo, tudo diferente de um jeito bate

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas trilhas caminham pra gente se achar, viu?
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade

A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta



Mais Que A Mim
Maria Gadú


Ouvi dizer que você tá bem
que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar
me dar a mão
Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo o amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou
Mas agora eu vou.
Tentei falar mas você não soube ouvir
Tente admitir!
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim, bem mais que a mim.
Ouvi dizer que você tá bem
que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar
me dar a mão
Eu chorei sem disfarçar
quando vi seu carro passar
Vi todo o amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou
Mas agora eu vou.
Tentei falar mas você não soube ouvir
Tente adimitir!
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim, bem mais que a mim.
É, mais que a mim.



Bela Flor
Maria Gadú


A Flor que vem me lembrar
A Flor que é quase igual
A Flor que muito pensa
A Flor que fecha ao sol

Parece a mesma Flor
Só muda o coração
Quando se unem são
A Flor que inspirou a canção

Bela Flor, pouco disse
Gêmea Flor, que cresceu no rio
Bela Flor, pouco disse
Gêmea Flor, que cresceu no rio

Que dance a linda Flor girando por aí
Sonhando com amor sem dor, amor de Flor
Querendo a Flor que é, no sonho a Flor que vem
Ser duplamente Flor, encanta,colore e faz bem

Bela Flor, pouco disse
Gêmea Flor, que cresceu no Rio
Bela Flor, pouco disse
Gêmea Flor, que cresceu no Rio

Oh Flor, se tu canta essa canção
Todo o meu medo se vai pro vão
Pra longe, longe que eu não quero ir
Mas deixe seu rastro pólen, flor pra eu poder te seguir

Bela Flor, pouco disse
Gêmea Flor, que cresceu no Rio
Bela Flor, pouco disse
Gêmea Flor, que cresceu no Rio

PARA MEDITAR...

Alguém que vive dentro de suas possibilidades sofre de falta de imaginação.

PARA MEDITAR...

Alguém que vive dentro de suas possibilidades sofre de falta de imaginação.

22 maio 2011

EU MORO NA MEGACITY





CANTE COMIGO



Admirável Gado Novo
Zé Ramalho


Vocês que fazem parte dessa massa
Que passa nos projetos do futuro
É duro tanto ter que caminhar
E dar muito mais do que receber
E ter que demonstrar sua coragem
À margem do que possa parecer
E ver que toda essa engrenagem
Já sente a ferrugem lhe comer
Êh, oô, vida de gado
Povo marcado
Êh, povo feliz!

Lá fora faz um tempo confortável
A vigilância cuida do normal
Os automóveis ouvem a notícia
Os homens a publicam no jornal
E correm através da madrugada
A única velhice que chegou
Demoram-se na beira da estrada
E passam a contar o que sobrou!
Êh, oô, vida de gado
Povo marcado
Êh, povo feliz!

O povo foge da ignorância
Apesar de viver tão perto dela
E sonham com melhores tempos idos
Contemplam esta vida numa cela
Esperam nova possibilidade
De verem esse mundo se acabar
A arca de Noé, o dirigível,
Não voam, nem se pode flutuar
Êh, oô, vida de gado
Povo marcado
Êh, povo feliz!



Avôhai
Zé Ramalho


Um velho cruza a soleira
De botas longas de barbas longas de ouro o brilho do seu colar
Na laje fria onde quarava sua camisa e seu alforje de caçador
Oh meu velho e invisível Avôhai
Oh meu velho e indivisível Avôhai
Neblina turva e brilhante em meu cérebro coágulos de sol
Amanita matutina que transparente cortina ao meu redor
Se eu disser que é pesadelo você diz que é bem pior
E pior do que planeta quando perde o girassol
É o têrço de brilhantes nos dedos de minha avó
E nunca mais eu tive medo da porteira
Nem também da companheira que nunca dormia só Avôhai
O brejo cruza a poeira

De fato existe um tom mais leve na palidez desse pessoal
Pares de olhos tão profundos que amargam as pessoas que fitar
Mas que bebem sua vida sua alma na altura que mandar
São os olhos são as asas/cabelos de Avôhai
Na pedra de turmalina e no terreiro da usina eu me criei
Voava de madrugada e na cratera condenada eu me calei
Se eu calei foi de tristeza você cala por calar
E calado vai ficando só fala quando eu mandar
Rebuscando a conciência com medo de viajar
Até o meio da cabeça do cometa
Girando na carrapeta no jogo de improvisar
Entrecortando eu sigo dentro a linha reta
Eu tenho a palavra certa pra doutor não reclamar
Avôhai, avôhai, avôhai



Chão de Giz
Zé Ramalho


Eu desço dessa solidão
Espalho coisas sobre um chão de giz
Ah, meros devaneios tolos a me torturar
Fotografias recortadas em jornais de folhas,
amiúde...
Eu vou te jogar num pano de guardar confetes
Eu vou te jogar num pano de guardar confetes

Disparo balas de canhão
É inútil pois existe um grão-vizir
Há tantas violetas velhas sem um colibri
Queria usar, quem sabe, uma camisa de força ou de
vênus
Mas não vou gozar de nós apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar, gastando assim o meu batom

Agora pego um caminhão, na lona vou a nocaute outra
vez
Pra sempre fui acorrentado no seu calcanhar
Meus vinte anos de boy, that's over baby! Freud
explica
Não vou me sujar fumando apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom
Quanto ao pano dos confetes, já passou meu carnaval
E isso explica por que o sexo é assunto popular.

No mais
Estou indo embora
No mais
Estou indo embora
No mais



Entre A Serpente E A Estrela
Zé Ramalho


Há um brilho de faca
Onde o amor vier
E ninguém tem o mapa
Da alma da mulher
Ninguém sai com o coração sem sangrar
Ao tentar revê-lá
Um ser maravilhoso
Entre a serpente e a estrela

Um grande amor do passado se transforma em aversão
E os dois lado a lado
Corroem o coração
Não existe saudade mais cortante
Que a de um grande amor ausente
Dura feito diamante
Corta a ilusão da gente

Toco a vida pra frente
Fingindo não sofrer
Mas no peito dormente
Espera um bem querer
E sei que não será surpresa
Se o futuro me trouxer
O passado de volta
Num semblante de mulher



Mistérios da Meia-Noite
Zé Ramalho


Mistérios da Meia-Noite
Que voam longe
Que você nunca
Não sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi...

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada se apaixonou...

Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque?
Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus
Ou o capeta
Que viveu na feira...

Mistérios da Meia-Noite
Que voam longe
Que você nunca
Não sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi...

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada, se apaixonou

Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque?
Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus
Ou o capeta
Que viveu na feira...

Mistérios da Meia-Noite
Que voam longe
Que você nunca
Não sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi...

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada, seu professor...

Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque?
Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus
Ou o capeta
Que viveu na feira...

Mistérios da Meia-Noite
Que voam longe
Que você nunca
Não sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi...

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada, seu professor...

EU MORO NA MEGACITY!!!!!

21 maio 2011

Poesia 2113 – Inerente a mim

Estou triste.
Sinto-me triste.
Meu coração sente-se triste...

Há sol lá fora
Há cor
Há gargalhadas nas salas vizinhas
Há rumores de boas notícias
Há coisas positivas, afinal...

Mas, sinto-me triste...

É minha essa tristeza.
Só minha!
Minhas derrotas
Meus traumas
Minhas sucessões de fatos ruins...

É uma tristeza inerente a mim...

Luto contra ela.
Mas nunca venço...

Talvez nem seja tristeza.
Talvez seja falta de momentos felizes...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

CANTE COMIGO



Se...
Djavan


Você disse que não sabe se não
Mas também não tem certeza que sim
Quer saber?
Quando é assim
Deixa vir do coração
Você sabe que eu só penso em você
Você diz só que vive pensando em mim
Pode ser
Se é assim
Você tem que largar a mão do não
Soltar essa louca, arder de paixão
Não há como doer pra decidir
Só dizer sim ou não
Mas você adora um se...

Eu levo a sério mas você disfarça
Você me diz à beça e eu nessa de horror
E me remete ao frio que vem lá do sul
Insiste em zero a zero e eu quero um a um
Sei lá o que te dá, não quer meu calor
São Jorge por favor me empresta o dragão
Mais fácil aprender japonês em braile
Do que você decidir se dá ou não.




Nem um dia
Djavan


Um dia frio
Um bom lugar pra ler um livro
E o pensamento lá em você,
Eu sem você não vivo
Um dia triste
Toda fragilidade incide
E o pensamento lá em você,
E tudo me divide

Longe da felicidade
E todas as suas luzes
Te desejo como ao ar
Mais que tudo,
És manhã na natureza das flores

Mesmo por toda riqueza
Dos sheiks árabes
Não te esquecerei um dia,
Nem um dia
Espero com a força do pensamento
Recriar a luz que me trará você.

E tudo nascerá mais belo,
O verde faz do azul com o amarelo
O elo com todas as cores
Pra enfeitar amores gris.



Oceano
Djavan


Assim
Que o dia amanheceu
Lá no mar alto da paixão
Dava pra ver o tempo ruir
Cadê você? Que solidão!
Esquecera de mim

Enfim
De tudo que há na terra
Não há nada em lugar nenhum
Que vá crescer sem voce chegar
Longe de ti tudo parou
Ninguém sabe o que eu sofri

Amar é um deserto
E seus temores
Vida que vai na sela
Dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor

Vem me fazer feliz
Porque eu te amo
Você deságua em mim
E eu oceano
Esqueço que amar
É quase uma dor
Só sei
Viver
Se for
Por você



Eu Te Devoro
Djavan


Teus sinais
Me confundem da cabeça aos pés
Mas por dentro eu te devoro
Teu olhar
Não me diz exato quem tu és
Mesmo assim eu te devoro
Te devoraria a qualquer preço
Porque te ignoro ou te conheço
Quando chove ou quando faz frio
Noutro plano
Te devoraria tal Caetano
A Leonardo di Caprio
É um milagre
Tudo o que Deus criou
Pensando em você
Fez a via-láctea
Fez os dinossauros
Sem pensar em nada
Fez a minha vida
E te deu
Sem contar os dias
Que me faz morrer sem saber de ti
Jogado à solidão
Mas se quer saber
Se eu quero outra vida,
Não, não.

Eu quero mesmo é viver
Pra esperar, esperar
Devorar você



Pétala
Djavan


O seu amor
Reluz
Que nem riqueza
Asa do meu destino
Clareza do tino
P étala
De estrela caindo
Bem devagar
Ó meu amor
Viver
É todo sacrifício
Feito em seu nome
Quanto mais desejo
Um beijo seu
Muito mais eu vejo
Gosto em viver, viver...

Por ser exato
O amor não cabe em si
Por ser encantado
O amor revela-se
Por ser amor
Invade
E fim.

GATO WIN

20 maio 2011

LIBERTADORES - SEMIFINAIS

CANTE COMIGO



Tempos Modernos
Lulu Santos


Eu vejo a vida melhor no futuro
Eu vejo isso por cima de um muro de hipocrisia
Que insiste em nos rodear
Eu vejo a vida mais clara e farta
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão
Eu quero crer no amor numa boa
Que isto valha pra qualquer pessoa
Que realizar
A força que tem uma paixão
Eu vejo um novo começo de era
De gente fina, elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não, não não
Hoje o tempo voa, amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Que não há tempo que volte, amor
Vamos viver tudo o que há pra viver
Vamos nos permitir



Um certo alguém
Lulu Santos


Quis evitar teus olhos
Mas não pude reagir
Fico à vontade então
Acho que é bobagem
A mania de fingir
Negando a intenção

Quando um certo alguém
Cruzou o teu caminho
E te mudou a direção

Chego a ficar sem jeito
Mas não deixo de seguir
A tua aparição

Quando um certo alguém
Desperta o sentimento
É melhor não resistir
E se entregar

Me dê a mão
Vem ser a minha estrela

Complicação
Tão fácil de entender
Vamos dançar,
Luzir a madrugada
Inspiração
Pra tudo que eu viver

Quando um certo alguém
Cruzou o teu caminho
É melhor não resistir
E se entregar

Me dê a mão
Vem ser a minha estrela

Complicação
Tão fácil de entender
Vamos dançar,
Luzir a madrugada
Inspiração
Pra tudo que eu viver
Que eu viver

Quando um certo alguém
Desperta o sentimento
É melhor não resistir
E se entregar



O Último Romântico
Lulu Santos


Faltava abandonar a velha escola
Tomar o mundo feito coca-cola
Fazer da minha vida sempre o meu passeio público
E ao mesmo tempo fazer dela o meu caminho só, único

Talvez eu seja o último romântico
Dos litorais desse Oceano Atlântico
Só falta reunir a zona norte à zona sul
Iluminar a vida já que a morte cai do azul

Só falta te querer
Te ganhar e te perder
Falta eu acordar
Ser gente grande pra poder chorar

Me dá um beijo, então
Aperta minha mão
Tolice é viver a vida assim sem aventura
Deixa ser
Pelo coração
Se é loucura então melhor não ter razão

Só falta te querer
Te ganhar e te perder
Falta eu acordar
Ser gente grande pra poder chorar
Me dá um beijo, então
Aperta minha mão
Tolice é viver a vida assim sem aventura
Deixa ser
Pelo coração
Se é loucura então melhor não ter razão



Certas Coisas
Lulu Santos


Não existiria som
Se não houvesse o silêncio
Não haveria luz
Se não fosse a escuridão
A vida é mesmo assim,
Dia e noite, não e sim...

Cada voz que canta o amor não diz
Tudo o que quer dizer,
Tudo o que cala fala
Mais alto ao coração.
Silenciosamente eu te falo com paixão...

Eu te amo calado,
Como quem ouve uma sinfonia
De silêncios e de luz.
Nós somos medo e desejo,
Somos feitos de silêncio e sons,
Tem certas coisas que eu não sei dizer...

A vida é mesmo assim,
Dia e noite, não e sim...

Eu te amo calado,
Como quem ouve uma sinfonia
De silêncios e de luz,
Nós somos medo e desejo,
Somos feitos de silêncio e sons,
Tem certas coisas que eu não sei dizer...
E digo...

VINÍCIUS DE MORAES

A uma mulher

Quando a madrugada entrou eu estendi o meu peito nu sobre o teu peito
Estavas trêmula e teu rosto pálido e tuas mãos frias
E a angústia do regresso morava já nos teus olhos.
Tive piedade do teu destino que era morrer no meu destino
Quis afastar por um segundo de ti o fardo da carne
Quis beijar-te num vago carinho agradecido.
Mas quando meus lábios tocaram teus lábios
Eu compreendi que a morte já estava no teu corpo
E que era preciso fugir para não perder o único instante
Em que foste realmente a ausência de sofrimento
Em que realmente foste a serenidade.

VINÍCIUS DE MORAES

QUE LONGE...

19 maio 2011

POESIA 2112 – E NUNCA PARTO

As portas estão abertas.
Na verdade, escancaradas.
Lá fora a imensidão me espera:
O horizonte
O oceano
O sol, o céu,
As gaivotas voando
Os navios e suas silhuetas
As histórias vikings
Os piratas
As sereias...

E eu não saio do lugar...

As chaves foram jogadas fora
Os cadeados guardados
E nada mais me prende...

As estradas
Suas curvas e retas
Infinitos caminhos
Asfalto, terra, pedra,
E tantos prazeres imaginários...

Tudo me esperando e não dou um passo sequer...

As fronteiras por cruzar
As línguas a decifrar
Peles e pelos a desvendar...

E não parto nunca...

Não vivencio experiências
Não beijo outras bocas
Não olho outros olhos
Não sinto calor...

Ah, minha covardia!
Tantas possibilidades
E tanta inércia...

CANTE COMIGO



Teorema de Carlão
Pedra Letícia


Ei você ai!
Isso vai mudar sua vida então,
Tente me ouvir,
Eu melhorei pra valer
Com o Teorema de Carlão
Eu vou passar para você
São quatro horas da manhã de sexta
E você não tem quem pegar
Eu vou te dar uma dica seu besta
Olhe pra lá e veja aquela moça
Aquela bem baranga
Ela diz pobrema
Ela tem bigode
Sem falar na pança
Tente entender
Ela quer ser feliz como você
Ela também tem coração
então faça uma boa ação!

REFRÃO:

Pegue uma baranga
Diga que a ama
Chama pra assistir DVD
Detona Juliana Paes
Critica Aline Morais
Declama:"EU PREFIRO VOCÊ!"


Não importa se ela é pesada
Você tem que carregar
Até o quarto sobe pela escada
Depois você toma um ar

E veja aquela moça
Aquela bem baranga
Ela diz pobrema
Ela tem bigode
Mas você a ama
Você entendeu
Ela quer ser feliz como você
Agora num só coração
Então faça uma boa ação!

REFRÃO:

Pegue uma baranga
Diga que a ama
Chama pra subir ao altar
E olha o bem que você faz
Quando a beija uma vez mais
No seu céu você guardou seu lugar
Então,

Pegue uma baranga
Diga que a ama
Chama pra assistir DVD
Detona Juliana Paes
Critica Aline Morais
Declama:"EU PREFIRO VOCÊ!"

Pegue uma uma baranga
diga que a ama
E chama pra subir ao altar
E olha o bem que você faz
Quando a beija uma vez mais
No céu você guardou seu lugar...

No céu você guardou seu lugar...
No céu você guardou seu lugar...
No céu você guardou seu lugar...



Como Que Você Pôde Abandoná Eu
Pedra Letícia

[Refrão]
Como que ocê pôde abandoná eu
Se nóis foi sempre filiz
Esse moço nunca te mereceu
E eu sou o que ocê sempre quis

[Repete refrão]

"Essa música eu escrevi pra uma ex-namorada
que de tão safada me abandonou
me trocou por alguém, esse alguém sabe quem
e eu nunca entendi, eu era tão bom pra ela
esperava na janela (porque é a rima mais fácil "ela" com "janela")
mas um dia, ela me deixou"

Aquele zóio verde eu garanto que é lente
O meu é vesgo mas é natural
E aquele volume olhando de frente
É enchimento, aquilo não é normal

O BMW deve ser roubado
Já meu Belinão ocê me viu comprar
Foram 15 prestação que eu paguei atrasado
Mas só farta 2 e eu vou quitar

Agora que eu quero ver
Você sofrer na mão daquele mané
Eu nunca fiz a sua xana doer
E o apelido dele é tripé

[Repete refrão 2x]

Se ele faz Direito eu faço Enfermagem
Se luta jiu-jitsu eu jogo dominó
Se ele só bebe whisky Johnny Walker
Eu só bebo Druris e Schincariol

Se nas férias dele vai pra Nova York
Pega o avião, embarque, desembarque
Muito melhor é lá em Caldas Novas
Quero ver ter água quente lá no Central Park

Agora que eu quero ver
Quem vai te levar pra lanchar
Coxinha, esfiha e pastel
E dividir um guaraná

[Repete refrão 2x]

Ficar sem você eu não sei se consigo
Você foi embora e me deixou chorando
Beijo a calcinha que você deixou comigo
E no meu Philco-Hitachi tá rolando Wando

E pra terminar ouça o que eu te digo
O que esse homem quer é aproveitar docê
Fica comigo! Aceite o meu pedido!
Nem que seja uma só noite que é pra nóis METÊ!!

[Repete refrão 2x]



Eu Não Toco Raul
Pedra Letícia


Todo bar que a gente vai tocar
Tem sempre lá no canto um cara com a barba por fazer
A camiseta com a cara do Chê,
Um buraquinho nela onde havia a estrelinha do PT
A namorada dele você vê,
Batinha indiana, coturno, bermuda "saint tropez"
Pede um papelzinho pra escrever
Tira uma caneta de dentro da bolsa de crochê
Rabisca um guardanapo com a bic azul
Escreve um bilhetinho assim: Toca Raul!

Refrão:
Eu não toco Raul
Vocês me desculpem..
Eu acredito quando você diz que ele é legal
Eu não toco Raul
Vocês não me culpem
A banda preza pelo estilo Sidney Magal

E aquele alquimista nada a ver
Viagens no diário de um mago mais falso que um Menudo
Essa idolatria por Raul,
parece aquela velha opinião formada sobre tudo
Não adianta implorar pro seu guru
Não adianta esbravejar: Toca Raul!

Refrão:
Eu não toco Raul
Vocês me desculpem..
Eu acredito quando você diz que ele é legal
Eu não toco Raul
Vocês não me culpem
A banda preza pelo estilo Sidney Magal

Mas quando eu virar um astro,
Com a minha guitarra e uma prancha do lado,
Eu quero ouvir você gritar num bar: Toca Pedra Letícia!!

Refrão:
Eu não toco Raul
Vocês me desculpem..
Eu acredito quando você diz que ele é legal
Eu não toco Raul
Vocês não me culpem
A banda preza pelo estilo Sidney Magal



Como Nossos Pais Nos Aguentam
Pedra Letícia


Quando um filho vai nascer
Os pais vêm orgulhosos pra dizer
É um garotão

Ralam pra pagar os carnês
Das aulas de inglês, de karatê,
De natação

Meu filho vai ser um estudante aplicado
Vai virar medico, engenheiro, advogado
E vou mante-lo longe dessa confusão
Bebida, boteco, pandeiro e violão

Mas pra decepção
Geral dos nossos pais
Papel, caneta,sala de aula nunca mais

A faculdade nunca foi a nossa praia
vamos montar uma banda que depois a gente ensaia
E começamos a tocar o violão
Aquele ali foi insistir na percussão
E só assim as muié vão nos dar moral
Porque nós somos feio a dar com pau

Nós somos músicos
Não temos nada
Ralamos a mão e os dedos até de madrugada
Nós somos músicos
Que grande bosta
Impressionante e ver como é que ocêis ainda gosta

Meu filho pega as suas coisas e vê se some
Pois ser artista é pedir pra morrer de fome
Sei que nesse ramo rola droga pra chuchu
Só falta vocês dizer que tão dando...
Shooooww por aí!

Nós somos músicos
Não temos nada
Ralamos a mão e os dedos até de madrugada
Nós somos músicos
Que grande bosta
Impressionante e ver como é que ocêis ainda gosta



Em Plena Lua de Mel
Pedra Letícia

Toda vez que o seu namorado sai, você vai ver outro rapaz.
Olha todo mundo está comentando, o seu cartaz tá aumentando.
Moça linda por favor, guarde todo esse amor pra um rapaz.
Dá vergonha de dizer, o que disseram de você. mas ouça.

Dizem que o seu coração, voa mais que avião.
Dizem que o seu amor, só tem gosto de fel
Vai trair o marido, em plena lua de mel.

(Hamlet)
Dizem que o seu coração, voa mais que avião.
Dizem que o seu amor, só tem gosto de féu
Vai trair o marido, em plena lua de mel.

(Espanhol)

Dicen que su corazón, vuela mas que avión.
Dicen que su amor, tiene guesto de fiel.
Vá trair su marido en plena luna de miel.

(Inglês)

Some say that your pretty heart, flies more than an airplane.
Some say that your love, tastes just like fel.
Gonna betray your husband, even in the honeymoon.

(Japonês)

Toshiro miraka nomiro no soya, kiamita no rika no roya.
Gomiro nos mitsubishi, tanaka fugiro na kombi.
Otushi kabu takahara, moleu sinhor miagui.

(Francês)

Movió avê shitê mona mour, letuá derchan sivu plê.
Pierre cardan se muá, ivi se lorran se tuá.
Zinedine Zidane, Trezeguet, Henry, Brazil se fudê.

(Alemão)

Vroistkin, raizin brahma antártica, heineken skin..cariol, oczin brahma skol.
Voczin laingh volksvagem, hokn larss ambohzman, hitler etars cehro haif.

(Árabe)

Hama a ma ha de ba una mua ua, Ha de ba una muni i i i.
Ha de ba una cali i i i, Ha de ba una rama a a a.
Osama Binladen habanma, Al Qaeda, Al Jazeera, Hamaaaz.

Dizem que o seu coração, voa mais que avião.
Dizem que o seu amor, só tem gosto de féu
Vai trair o marido, em plena lua de mel.

QUE FRIO... BRRRRRR...



AQUILO QUE DÁ NO CORAÇÃO
LENINE

Aquilo que dá no coração
E nos joga nessa sinuca
Que faz perder o ar e a razão
E arrepia o pêlo da nuca
Aquilo reage em cadeia
Incendeia o corpo inteiro
Faísca, risca, trisca, arrodeia
Dispara o rito certeiro

Avassalador
Chega sem avisar
Toma de assalto, atropela
Vela de incendiar
Arrebatador
Vem de qualquer lugar
Chega, nem pede licença
Avança sem ponderar

Aquilo bate, ilumina
Invade a retina
Retém no olhar
O lance que laça na hora
Aqui e agora,
Futuro não há
Aquilo se pega de jeito
Te dá um sacode
Pra lá de além
O mundo muda, estremece
O caos acontece
Não poupa ninguém

Avassalador...

Avassalador
Chega sem avisar
Arrebatador
Vem de qualquer lugar
Aquilo que dá no coração
Que faz perder o ar e a razão
Aquilo reage em cadeia
Incendeia



PACIÊNCIA
LENINE

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós

Um pouco mais de paciência
Será que é tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para (a vida não para não)

Será que é tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para (a vida não para não... a vida não para)



O SILÊNCIO DAS ESTRELAS
LENINE





É O QUE ME INTERESSA
LENINE






CANDEEIRO ENCANTADO
LENINE

18 maio 2011

SANTOS - BI CAMPEÃO PAULISTA 2010/2011




CANTE COMIGO



Ultimo Romance
Los Hermanos


Eu encontrei-a quando não quis
mais procurar o meu amor
e o quanto levou foi pra eu merecer
antes um mês e eu já não sei
e até quem me vê lendo jornal
na fila do pão sabe que eu te encontrei

e ninguém dirá
que é tarde demais
que é, tão diferente assim
do nosso amor
a gente é quem sabe, pequena
ah, vai me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguém
a fim de te acompanhar
e se o caso for de ir a praia
eu levo essa casa numa sacola..

eu encontrei-a e quis duvidar
tanto clichê
deve não ser
você me falou
pra eu não me preocupar
ter fé e ver coragem no amor
e só de te ver
eu penso em trocar
a minha tv num jeito de te levar
a qualquer lugar
que você queira
e ir onde o vento for
que pra nós dois
sair de casa já é
se aventurar

ah vai me diz o que é o sossego que eu te mostro alguém
afim de te acompanhar
e se o tempo for te levar eu sigo essa hora
eu pego carona
pra te acompanhar



A Flor
Los Hermanos


Ouvi dizer
do teu olhar ao ver a flor
Não sei por que
achou ser de um outro rapaz
Foi capaz de se entregar
Eu fiz de tudo pra ganhar você pra mim
Mas mesmo assim...
Minha flor serviu pra que você
achasse alguém
Um outro alguém que me tomou o seu amor
E eu fiz de tudo pra você perceber
Que era eu...
Tua flor me deu alguém pra amar
E quanto a mim?
Você assim e eu, por final sem meu lugar
E eu tive tudo sem saber quem era eu...
Eu que nunca amei a ninguém
Pude, então, enfim, amar... vai!




Cara Estranho
Los Hermanos


Olha só, que cara estranho que chegou
Parece não achar lugar
No corpo em que Deus lhe encarnou
Tropeça a cada quarteirão
Não mede a força que já tem
Exibe à frente o coração
Que não divide com ninguém
Tem tudo sempre às suas mãos
Mas leva a cruz um pouco além
Talhando feito um artesão
A imagem de um rapaz de bem

Olha ali quem tá pedindo aprovação
Não sabe nem pra onde ir
Se alguém não aponta a direção
Periga nunca se encontrar
Será que ele vai perceber
Que foge sempre do lugar
Deixando o ódio se esconder
Talvez se nunca mais tentar
Viver o cara da TV
Que vence a briga sem suar
E ganha aplausos sem querer

Faz parte desse jogo
Dizer ao mundo todo
Que só conhece o seu quinhão ruim
É simples desse jeito
Quando se encolhe o peito
E finge não haver competição
É a solução de quem não quer
Perder aquilo que já tem
E fecha a mão pro que há de vir



Sentimental
Los Hermanos


O quanto eu te falei que isso vai mudar
Motivo eu nunca dei...
Você me avisar, me ensinar,
falar do que foi pra você, não vai me livrar de viver !

Quem é mais sentimental que eu?!
Eu disse e nem assim se pôde evitar...

De tanto eu te falar, você subverteu
o que era um sentimento e assim fez dele razão...
pra se perder no abismo que é pensar e sentir

Ela é mais sentimental que eu!
Então fica bem...
...se eu sofro um pouco mais...

"Si ella te habla así, con tantos rodeos, es para seducirte
y verte buscando el sentido de aquello que vos oirías displicentemente.
Si ella fuera directa, vos la rechazarías".

Eu só aceito a condição de ter você só pra mim
Eu sei, não é assim, mas deixa eu fingir... e rir.




O Vento
Los Hermanos


Posso ouvir o vento passar
Assistir a onda bater
Mas o estrago que faz
A vida é curta pra ver

Eu pensei que quando eu morrer
Vou acordar para o tempo
E para o tempo parar

Um século, um mês
Três vidas e mais
Um passo pra trás?
Por que será?
...
Vou pensar

Como pode alguém sonhar
O que é impossível saber
Não te dizer o que eu penso
Já é pensar em dizer
Isso eu vi, o vento leva!

Não sei mas sinto que é como sonhar
Que o esforço pra lembrar
É vontade de esquecer
E isso por que?
(diz mais)

Ú
Se a gente já não sabe mais
Rir um do outro meu bem
Então o que resta é chorar
E talvez
se tem que durar
Vem renascido o amor
bento de lágrimas.

Um século, três
Se as vidas atrás
São parte de nós
E como será?

O vento vai dizer lento que virá
E se chover demais
A gente vai saber,
Claro de um trovão,
Se alguém depois sorrir em paz
(Só de encontrar...)



O Mundo aos meus pés
Los Hermanos


Nada parece tão só quando estás aqui
pra me dar seu amor

Quando estás aqui pra me dar seu desejo
Meu bem você traz o mundo aos meus pés,
mundo aos meus pés
És a rosa que brilha no sol
És estrela de luz sobre o ar
És o amor de mais pura emoção
És verdade entre o céu e o mar
E o mar não há de ir...

Embora pareça que estou apenas
contando histórias de amor
Eu já não sabia mais como dizer
que eu te quero tanto.
Brilhas como o sol...

És a rosa que brilha no sol
Ès o perfume de rosa na mão
És a cura mais forte pra dor

És certeza entre o sim e o não
E o não amar você é,
Loucura.

Dez mitos sobre dietas

Muitos mitos você com certeza já deve ter ouvido e talvez até possa acreditar, mas o fato é que não correspondem à realidade. Aqui vão ...