15 dezembro 2012

crônica: quando você foi mais feliz?

acelerei a moto, mas tinha tempo. saí mais cedo. pensei em ir devagar para não me estressar com o trânsito. poderia esperar os semáforos abrirem. poderia ver as árvores floridas na primavera. poderia até ir por um caminho mais longo.
optei pelo caminho mais longo.
trânsito menor, menos sinais, mais silêncio. fui mais devagar, mas fui. aos poucos ia cumprindo o objetivo: chegar ao trabalho.
um grito. olhei. uma amiga! que legal! fazia tempo que não a via. parei. desliguei a moto. abracei-a. dei-lhe um beijo no rosto. dois. três. ainda bem que tinha saído mais cedo. poderia ganhar dez minutos de conversa. dez minutos de saudades mortas.
mas as notícias não eram boas. problemas amorosos. nossa! será que seremos felizes apenas se alguém nos amar? dependemos tanto dos outros? até no amor?
- quando você foi mais feliz?
sem querer eu fiz essa pergunta. pra quê? lágrimas caíram de seus olhos. ela não me respondeu. apenas me abraçou. bastante. uns dois minutos. vinte já haviam passado. subi na moto. ainda deu tempo de ver um sorriso. ainda deu tempo de ouvir “obrigado”. ainda deu tempo de ver seus passos mais decididos.
quando você foi mais feliz?
quando eu fui mais feliz? eu não me lembro. ou se me lembro eu recuso a lembrança. não volta mais. acho que a resposta está dilacerada em migalhas. migalhas envelhecidas. um sorriso aqui, uma palavra ali, um olhar acolá.
quando eu fui mais feliz?
ainda mais lento sentia as palavras entrando em meu cérebro como adagas. doíam. e não conseguia responder a uma pergunta que eu mesmo fiz.
cheguei ao trabalho triste. corrigindo: cheguei triste ao trabalho. trabalho triste, também. mas deixa pra lá. cheguei. como um autômato. sentei-me. trabalhei. conversei. fiz minha parte social da vida. e voltei para casa.
alguns dias depois eu tive boas notícias de minha amiga. ela estava na austrália. ela me mandou um e-mail contando suas aventuras. e terminou a mensagem de uma forma bastante curiosa:
- eu fui mais feliz quando conheci a liberdade!
que maravilha! ela conseguiu a resposta! e eu? e você? quando fomos mais felizes?
escrito por jorge leite de siqueira, numa sexta-feira à noite
 

Nenhum comentário:

Dez mitos sobre dietas

Muitos mitos você com certeza já deve ter ouvido e talvez até possa acreditar, mas o fato é que não correspondem à realidade. Aqui vão ...