23 abril 2013

42ª crônica – o que você está querendo?

e repente, do nada, chega uma mensagem no meu celular. quem me mandou a mensagem eu não sei. não conheço o número. não veio nome. está escrito apenas uma frase, uma pergunta: o que você está querendo?
entrei em crise na hora! o que estou querendo? o que estou querendo? o que eu estou querendo? eu não sei. já disse que eu não sei.

há milhares de anos – desde que nasci – venho procurando a resposta desta e de outras perguntas.
na verdade, pensando bem, é bastante ambígua esta pergunta. o que estou querendo? a respeito de quê? sobre o quê? sobre a minha vida? sobre meu trabalho? sobre meus relacionamentos?

ah, se eu soubesse quem me mandou a mensagem! se eu soubesse seria muito mais fácil responde-la.
se fosse meu chefe, eu falaria que estou planejando fazer um curso superior para melhorar profissionalmente; falaria que estou me dedicando em estudos virtuais para aperfeiçoar minhas habilidades diversas; diria que não penso em demissão de forma alguma; diria mentiras diversas.

se fosse minha namorada, eu falaria que não vejo a hora de comprar a aliança de noivado; diria que faço planos da casa nova que vamos comprar e viver felizes com nossos oito filhos; diria que as próximas férias serão no mesmo mês e as passagens já estão compradas para um mês inteiro na praia; ou diria outras mentiras melhores.

se fosse minha família eu falaria que faço planos de ser feliz; que nunca mais encostei a boca num copo de cerveja; que deixei de pensar em andar sem rumo como um andarilho; que voltei a escrever poesias; ou apenas mentiria como venho fazendo há anos.

mas se fosse minha alma perguntando eu não mentiria como acabei de fazer. eu falaria a verdade. eu diria que só penso na varanda da casa em frente ao mar; diria que só penso nos dias passando sem que eu me preocupasse mais com nada importante; diria que acredito na felicidade simples.

como eu sei que almas não mandam sms, eu acho melhor ficar bem esperto pois pode ser artimanha do sni para acompanhar meus passos. como sei que o sni já foi extinto acho que é o fbi que está de olho em mim. como sei que o fbi é americano deve ser o governo que acha que tenho informações sigilosas da esquerda. como sei que é a esquerda que está no poder com certeza são meus fantasmas de infância que me mandaram a mensagem.

mas, como sei que fantasmas não mandam mensagens, devo estar ficando louco. menos mal. assim perderia os medos que ainda tenho.

ou apenas aceitaria meu complexo de perseguição. 

escrito por jorge leite de siqueira, escondido no banheiro, com as veias saltitando de emoção em saber que seus neurônios não foram abduzidos pelos extraterrestres que existem nas casas vizinhas.

Nenhum comentário:

Dez mitos sobre dietas

Muitos mitos você com certeza já deve ter ouvido e talvez até possa acreditar, mas o fato é que não correspondem à realidade. Aqui vão ...