18 janeiro 2014

AS CHAVES

Ontem saí do trabalho rapidinho (sexta-feira) e vim-me embora pra casa. Quer dizer, passei no Supermercado para comprar umas coisas. Cheguei a casa e cadê a chave? Esqueci no trabalho. Sem telefones dos colegas, sem meu aparelho (preso na casa), não tive outra alternativa do que ir passar uma noite no hotel Tertúlio.

Hoje cedo peguei as chaves e tudo corre perfeitamente como a rotina manda. Mas, mas, maaaassss essa história vai virar crônica. Ah, se vai! Aguardem!!!

Hoje tirei algumas fotos:
http://aslentesnaomentem.blogspot.com.br/2014/01/flores-do-sesi-rio-claro-sp.html





15 janeiro 2014

FILOSOFANDO: O PIOR

Estava conversando com amigos nesses últimos dias e me "peguei" observando o negativismo que nos assola. A todos. Eu, também, claro. A nossa mania de falar "o pior é isso", "o ruim é aquilo", "não dá pra fazer por isso e por aquilo". Quantos nãos.

E o que fazer? Qual a solução?

Não sou nenhum expert, se fosse não estaria na pindaíba. Não posso dar conselhos que não sigo, mas posso filosofar sobre fatos. E é isso que quero fazer aqui.

Por exemplo.

Você adora chocolate? Qual foi a última vez que comeu chocolate? Faz tempo. Por quê? Porque faz mal pra saúde, porque engorda, porque é caro, etc.

E daí morre e já era. Que pessimismo, né?

Bem, não precisa comer tanto chocolate assim que te faça engordar. Por falar em engordar, por que a gente engorda? Porque come demais e gasta calorias de menos. Certo. Então se você comer chocolate e for correr, andar, gastar calorias, você não engordará? Entendi. Então comer chocolate não engorda, o que engorda é você ficar aí no facebook, sentadinha sem praticar nenhum exercício. Levantar copo de refrigerante não é exercício. Não. E comer pizza e salgadinho também não é.

A vida é espelho! Tudo o que você faz volta para você.

Uma amiga reclamava de coisas que a impediam de "se completar", digamos assim. E ela adora minhas fotos. Só que ela não vê minhas fotos há alguns dias.

Eu fico pensando:  como posso ser feliz se não procuro o que me faz feliz? 

Eu gosto de assistir filmes mas não assisto porque preciso ler um livro que não me faz feliz. Eu gosto de comer no restaurante da esquina mas como na lanchonete perto do trabalho porque não quero ter o trabalho de andar/dirigir por cinco minutos.

Como ser feliz? Assim não é a resposta certa. Qual a resposta certa? Está nas entrelinhas da vida.

Uma frase legal, boba, mas legal: se a vida só te dá limão, adicione cachaça, açúcar e gelo e faça uma caipirinha.

Às vezes a vida está nos permitindo escolher entre "limões" e "laranjas" e muitas vezes escolhemos os limões por preguiça, desânimo, ou qualquer "doença" que criamos em nossas cabeças.

Bota um comprimido de vitamina aí pra dentro, beba uma porção de guaraná em pó, ligue o som bem alto, grite incomodando os vizinhos, e bola pra frente. A vida quer que sejamos felizes.

Ah, depois vou ensinar como incomodar os outros sendo "bem quietinho". Nisso sou craque.

Jorge Leite de Siqueira

12 janeiro 2014

Diário do Cinquentenário

Dia 12 de janeiro - Domingo

- assisti ao filme: EASY RIDER (11º filme assistido em 2014)
- acabei de ler o livro SÃO BERNARDO de Graciliano Ramos (1º livro lido em 2014)

Dia 11 de janeiro - Sábado

- fiz uma poesia: POEMA PARA MINHA MÃE  (2ª poesia escrita em 2014)

Dia 10 de janeiro - Sexta

- fiz uma poesia: CINQUENTENÁRIO  (1ª poesia escrita em 2014)


Dia 09 de janeiro - Quinta

- só trabalho.

Dia 08 de janeiro - Quarta

- só trabalho.

Dia 07 de janeiro - Terça

- só trabalho.

Dia 06 de janeiro - Segunda

- assisti ao filme TUDO SOBRE MINHA MÃE, de Almodovar (9º filme assistido em 2014)
- assisti ao filme TRÊS REIS (10º filme assistido em 2014)

Dia 05 de janeiro - Domingo

- fui a ITIRAPINA (SP) (1ª cidade visitada em 2014)

Dia 04 de janeiro - Sábado

- assisti HARRY POTTER E O PRÍNCIPE MESTIÇO (6º filme assistido em 2014)
- assisti HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE - PARTE 1 (7º filme assistido em 2014)
- assisti HARRY POTTER E AS RELÍQUIDAS DA MORTE - PARTE 2 (8º filme assistido em 2014)

Dia 03 de janeiro - Sexta

- assisti HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX (5º filme assistido em 2014)

Dia 02 de janeiro - Quinta

- assisti HARRY POTTER E O CÁLICE DE FOGO (4º filme assistido em 2014)

Dia 01 de janeiro - Quarta


- assisti HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL (1º filme assistido em 2014)
- assisti HARRY POTTER E A CÂMARA SECRETA (2º filme assistido em 2014)
- assisti HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE ASKABAN (3º filme assistido em 2014)
- tirei FOTOS NO BAIRRO E NO PARQUE LAGO AZUL

11 janeiro 2014

Poesia para minha mãe

1)
Ei Jesus
Não te invejo
Também sou filho de Maria
Santa Maria
Dona Maria
Dona Maria das Neves de Oliveira Siqueira.

2)
Ei Branca de Neve
Não te invejo
Minha mãe é mais que você
É plural
É MariaDas Neves.

3)
Minha mãe não é óleo
É azeite
Puro
De oliva
De Oliveira.

4)
Siqueira
Ou se não queiram...

Jorge Leite de Siqueira

10 janeiro 2014

Poesia do Cinquentenário

Cinquentenário!
Sinto uma dor no peito
acho que são gases
pode não ser
pode ser o fim
os órgãos estão envelhecendo.
Pode ser o passado também
a remoer
mas a dor é diferente.
Pode ser o futuro
a me tirar o sono
com seus planos urgentes
mas que devem esperar.
Cinquentenário!
Bodas de ouro com a vida.
Quem sabe amanhã eu não vá trabalhar
e não atenda o celular
e não comente no facebook
e suma.
Quem sabe amanhã eu não acorde
e só notarão minha falta
depois de amanhã.

Amanhã.
Mas hoje?
Hoje, não!
Hoje estou feliz
e vou trabalhar.
No ano de meu cinquentenário quero aprender
- e estou conseguindo -
a viver um dia de cada vez...

E hoje estou feliz...

Jorge Leite de Siqueira

Recuperação de Fotos

Nem te falo! Vou falar. Eu estava com uma CPU antiga jogada pelos cantos do "quarto" e resolvi tentar recuperar as fotos que estavam em seu HD (que eu havia formatado anos atrás). Encontrei, baixei e instalei um programa que recupera os arquivos no HD mesmo já formatado.

Resumindo, recuperei algumas fotos de Guaramiranga e Jacarecoara (CE) que eu não pensava mais existir. Existem outras que não consegui, como de Pacatuba e algumas destas duas cidades. Mas acho que estavam no computador roubado da Jane.

Para ver as fotos visite meu blog de fotos:

Fotos de Guaramiranga.
Fotos de Jacarecoara.






09 janeiro 2014

Mário Quintana - Raridade


Pela primeira vez ouvi a voz de Mário Quintana. Ainda dizem que a Internet não veio para nos ajudar? Acho que toda essa evolução já convenceu até os mais céticos.

Chorei ao final da entrevista. Sou assim, sinto saudades até de alguém que não foi de meu convívio. E Mário Quintana me encanta muito mais que todos os outros poetas, pelo que foi como pessoa, como solitário, como apaixonado, mas, ainda mais me encanta pelo que escreveu. Alguns poemas inesquecíveis, algumas frases que invadem a alma.

Resolvi colocar o vídeo aqui no blog para que eu nunca mais o perca.

08 janeiro 2014

Férias 2015/2016

Já estou planejando minhas próximas férias.


A ideia é sair de Rio Claro e ir até Santiago do Chile passando por Florianópolis, Montevidéu, Buenos Aires e Foz do Iguaçu.

Aproximadamente 9 mil km em 30 dias. De moto. Será que consigo? Vou planejar com maiores detalhes nos próximos dias/meses. É coisa para daqui um ano. Ou mais. Março ou Abril de 2015.


07 janeiro 2014

Minhas notas do Enem


FILOSOFANDO SOBRE O AMOR

E, zapeando meio que insone às sete e meia da manhã, me deparei com um canal religioso da linha católica. O senhor de roupa branca falava sobre São Paulo. Assustei-me achando que falava sobre futebol, mas não, era sobre o apóstolo. Ignorante merecedor de chicotadas (se fosse mulçumano), resolvi aumentar o som e escutei uma das frases mais belas que (não) merecia escutar:

A MEDIDA DO AMOR É AMAR SEM MEDIDA.

Paulo (e não Renato Russo) disse que devemos amar as pessoas como se não houvesse amanhã. Para uma mente poluída como a minha, que só acredita no amor carnal, no amor heterossexual, no amor interesseiro, foi com enorme satisfação que fiquei ouvindo uma pregação logo pela manhã dessa terça-feira.

Comemorando o meu cinquentenário quero despoluir meus pensamentos, quero ser mais "normal" e fazer coisas mais "normais".

Devido às minhas convicções religiosas não consigo mais ter fé. Por mais que os milagres aconteçam, por mais que a sorte me acompanhe, por mais sucesso que eu tenha, por mais derrotas que eu sofra, por mais sofrimento que eu veja e sinta, não consigo responsabilizar um senhor de barba branca sentado numa cadeira com um caderno nas mãos escrevendo o meu diário (ou lendo, já que alguns afirmam que "tudo" já está escrito).

Até gostaria de nunca ter "aprendido" nada na vida, de ser completo ignorante, de crer em tudo, de ter fé do tamanho do grão de mostarda (ou pelo menos do tamanho do caroço do abacate), mas não consigo. Ter fé é inaceitável para os meus pensamentos.

Prometo que se eu renascer, se houver encarnação, se eu "voltar", eu farei diferente. Prometo!

Jorge Leite de Siqueira (manhã de terça-feira, preparando para o trabalho às dez e meia)

Cinquentenário em andamento

A primeira nova cidade a conhecer neste ano foi Itirapina (SP), aqui perto, distante pouco mais de cinquenta quilômetros. Cidade pequena, mas são essas pequenas cidades que oferecem as melhores fotos. Fui muito "avexado", tirei fotos com foco errado (manual x automático), mas no final tive um bom resultado.

Veja as fotos nesse endereço:
http://aslentesnaomentem.blogspot.com.br/2014/01/itirapina-sp-05012014.html







05 janeiro 2014

Filosofando sobre a felicidade

"A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas." 
Mário Quintana

Eu tenho alguns momentos felizes, acho que todos os temos. Eu me lembro do prazer imenso quando estava em Paraty e em Trindade. Conviver entre pessoas "diferentes", livres. À beira-mar.

E hoje estava pensando em felicidade. Todos podemos ser felizes, mas queremos? Ou a pergunta certa seria: todos queremos ser felizes, mas podemos?

Eu poderia largar tudo agora e ir para Paraty ou Trindade? Eu seria feliz? Será que fui feliz porque sabia que iria embora? Será que quando eu lá voltar viverei momentos felizes como da primeira vez?

Pensando assim concluí que não serei feliz. A minha felicidade está em viver poucos dias em alguns lugares. A minha felicidade está em ser cigano, andarilho, turista. A minha felicidade está em conhecer lugares novos, conhecer novas culturas, conhecer novas pessoas. E tirar fotos.

Mas, eu pergunto, posso viver assim, viajando de cidade em cidade? Não, não posso! Ou seja, não serei feliz jamais? Não, não serei! Mas há uma solução intermediária: eu poderei ter mais momentos felizes. Basta eu aproveitar os feriados, os finais de semana e viajar mais. Posso ir às cidades vizinhas nos finais de semana. Vou no sábado e volto no domingo. E nos finais de semana com feriados (3, 4 dias ou mais) eu vou para um lugar mais distante. E nas férias eu "fico louco" e faço tours pelo Brasil ou até em outros países.

Os sonhos vão ficando distantes quando se envelhece, mas também vão se somando às realizações do passado. Os empregos foram ficando para trás, os filhos vão se formando, os endereços vão se alterando, bens vão e vêm, e assim por diante.


É a vida. E é bonita...

Jorge Leite de Siqueira

01 janeiro 2014

Meu Cinquentenário - 01/01/2014

Eis algumas metas cumpridas hoje:

Assisti a 3 filmes. Leves. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta e Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.

E tirei algumas fotos como se pode verificar nesse endereço:

http://aslentesnaomentem.blogspot.com.br/2014/01/rio-claro-sp-brincando-com-macro-e-foco.html







Dez mitos sobre dietas

Muitos mitos você com certeza já deve ter ouvido e talvez até possa acreditar, mas o fato é que não correspondem à realidade. Aqui vão ...