20 agosto 2009

PIADA

Mãe: Alô?

Filha: Mãe? Posso deixar os meninos contigo hoje à noite?

Mãe: Vai sair?

Filha: Vou...

Mãe: Com quem?

Filha: Com um amigo.

Mãe: Não entendo porque você se separou do teu marido, um homem tão bom...

Filha: Mãe! Eu não me separei dele! ELE que se separou de mim!

Mãe: É... você me perde o marido e agora fica saindo por aí com qualquer um...

Filha: Eu não saio por aí com qualquer um. Posso deixar os meninos?

Mãe: Eu nunca deixei vocês com a minha mãe, para sair com um homem que não fosse teu pai!

Filha: Eu sei, mãe. Tem muita coisa que você fez que eu não faço!

Mãe: O que você tá querendo dizer?

Filha: Nada! Só quero saber se posso deixar os meninos.

Mãe: Vai passar a noite com o outro? E se teu marido ficar sabendo?

Filha: Meu EX-marido!! Não acho que vai ligar muito, não deve ter dormido uma noite sozinho desde a separação!

Mãe: Então você vai dormir com o vagabundo!

Filha: Não é um vagabundo!!!

Mãe: Um homem que fica saindo com uma divorciada com filhos só pode ser um vagabundo, um aproveitador!

Filha: Não vou discutir, mãe. Deixo os meninos ou não?

Mãe: Coitados... com uma mãe assim...

Filha: Assim como?

Mãe: Irresponsável! Inconseqüente! Por isso teu marido te deixou!

Filha: CHEGA!!!

Mãe: Ainda por cima grita comigo! Aposto que com o vagabundo que tá saindo contigo você não grita.

Filha: Agora tá preocupada com o vagabundo?

Mãe: Eu não disse que era vagabundo!? Percebi de cara!

Filha: Tchau!!

Mãe: Espera, não desliga! A que horas vai trazer os meninos?

Filha: Não vou. Não vou levar os meninos, também agora não vou mais sair!

Mãe: Não vai sair? Vai ficar em casa? E você acha o que, que o príncipe encantado vai bater na tua porta? Uma mulher na tua idade, com dois filhos, pensa que é fácil encontrar marido? Se deixar passar mais dois anos, aí sim que vai ficar sozinha a vida toda! Depois não vai dizer que não avisei! Eu acho um absurdo, na tua idade você ainda precisar que EU te empurre para sair!

18 agosto 2009

ESTRESSADOS

Senhor, dê-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as coisas que não posso aceitar, e sabedoria para esconder os corpos daquelas pessoas que eu tiver que matar por estarem me enchendo o saco.

Também, me ajude a ser cuidadoso com os calos em que piso hoje, pois eles podem estar diretamente conectados aos sacos que terei que puxar amanhã.

Ajude-me, sempre, a dar 100% de mim no meu Trabalho...

12% na segunda-feira,
23% na terça-feira,
40% na quarta-feira,
20% na quinta-feira e
5% na sexta-feira.

E... Ajude-me sempre a lembrar, quando estiver tendo um dia realmente ruim e todos parecerem estar me enchendo o saco, que são necessários 42 músculos para socar alguém e apenas 4 para estender meu dedo médio e mandá-lo para aquele lugar...

Que assim seja!!!

Viva todos os dias de sua vida como se fosse o último.
Um dia, você acerta!

FRASES DITAS POUCO ANTES DE MORRER

- Atira se for homem.

- Atravessa correndo que dá.

- Ah, não se preocupe, o que não mata, engorda.

- Fica tranqüilo que este alicate é isolado.

- Sabe qual a chance de isso acontecer? Uma em um milhão.

- Essa camisa do Palmeiras não é minha não….eu sou corintiano como vocês.

- Adoro essas ruas pois são super tranqüilas.

- Tem certeza que não tem perigo?

- Nem acredito que vou saltar de pára-quedas! E, ó, eu mesmo que dobrei!

- Aqui é o PT-965 decolando em seu primeiro vôo solo.

- Confie em mim!

- Aqui é o piloto. Vamos passar por uma ligeira turbulência.

- Capacete? Imagina, tá calor.

- Eu sempre mudei a temperatura do chuveiro com ele ligado…

- Deixa comigo.

- Desce desse ônibus e me encara de frente, sua bicha!

- Você é grande mas não é dois!

- Kung-Fu nada. Eu vou acabar com você.

- Vamos lá que não tem erro.

- Pode mexer. É Pitbull, mas é mansinho.

14 agosto 2009

PIADA: GORILA

Um casal está no zoológico e passa pela jaula do gorila macho.

- Marcos - diz a mulher - sabia que os gorilas são os animais mais parecidos com o ser humano relativamente ao seu comportamento? Olha só, vou mostrar um seio meu e aposto que se vai excitar como um homem. Maria mostra o seio e o gorila começa a ficar excitado e a mover as barras da jaula.

- Viu? - diz a mulher - os homens são iguaizinhos a eles, não conseguem controlar os seus instintos animais.

E Marcos diz-lhe:

- Agora lhe mostra os dois seios, para ver o que acontece.

A mulher levanta a blusa e mostra-lhe os dois seios, e o gorila ainda fica mais excitado e desesperado por sair.

Marcos diz:

- Incrível, agora desce as calças e mostra a bunda, só para ver o que se acontece!

A mulher abaixa a calça, e o gorila, completamente excitado, arrebenta as barras da jaula, sai e agarra a mulher.

- Marcos me ajuda!

E Marcos fala:

- Agora, explica pra ele:

Que hoje não está com vontade...
Que está com dor de cabeça...
Que está cansada...
Que está com dor de garganta...
Que trabalhou demais...
Que tão depressa nãooooo...
Que te entenda como mulher...
Que está deprimida...
Que está menstruada...
Que está enjoada...
Que só quer que te abrace...
Que está nervosa...
Que tem que acordar muito cedo...
Que hoje acordou muito cedo...
Que andou muito hoje...
Que está super ca rente e só quer carinho...
Que está muito tensa e só quer massagens de relaxamento...
Que está com vontade de ver TV...
Que não quer perder a novela...

-Aí eu quero ver se ele te entende... Isso, eu quero ver!

09 agosto 2009

MEUS LIVROS ESTÃO À VENDA

LIVRO FAROESTE CABOCLO
R$ 40,00
http://clubedeautores.com.br/book/3801--FAROESTE_CABOCLO__O_LIVRO

LIVRO AS AVENTURAS DE CLARINHA
R$ 35,00
http://clubedeautores.com.br/book/3803--AS_AVENTURAS_DE_CLARINHA

LIVRO DIÁRIO POÉTICO DE UM ANDARILHO
R$ 30,00
http://clubedeautores.com.br/book/3805--DIARIO_POETICO_DE_UM_ANDARILHO

LIVRO O POETA ANDARILHO
R$ 40,00
http://clubedeautores.com.br/book/3806--O_POETA_ANDARILHO

LIVRO CONTOS DO ANDARILHO
R$ 30,00
http://clubedeautores.com.br/book/3807--CONTOS_DO_ANDARILHO









06 agosto 2009

PIADA - COMPLÔ CONTRA OS HOMENS

Três mulheres, em reunião, resolveram fazer um complô contra os homens, e decretaram que, a partir daquela data, não iriam fazer mais nada em casa.

Três meses depois, em outra reunião, elas decidiram contar o que tinha acontecido daquela data em diante.

Primeiro, a francesa:

"Eu quando cheguei em casa fui logo dizendo ao meu marido que a partir de hoje não faço mais nada aqui em casa. Não cozinho um grão de arroz..."
No 1º dia não vi nada.
No 2º dia não vi nada.
No 3º dia já o vi cozinhando seu arroz, fritando um ovo... e agora ele está pensando em abrir uma rotisserrie!!!

Aí a americana contou:

"Quando cheguei em casa fui logo avisando a novidade. Não lavo mais uma peça de roupa. Nem uma cueca..."
No 1º dia não vi nada..
No 2º dia também não vi nada.
No 3º dia já o vi indo para o tanque, lavando suas cuecas... ele já tem um sócio pra abrir uma lavanderia!!!

Aí foi a vez da brasileira, Raimundinha, nordestina, ali, do Ceará:

"Chegando em casa já fui logo gritando forte, não faço mais porra nenhuma aqui em casa, mas nada mesmo..."
No 1º dia não vi nada.
No 2º dia não vi nada.
No 3º dia continuei não vendo nada
No 4º dia fui voltando a enxergar, o olho já foi desinchando, já dava até pra ver o vulto dos meninos...

05 agosto 2009

Poesia - Light

Stress ao extremo
Taquicardia constante
Noites e mais noites de insônia...

Acabei no médico...

Sentado
Fila de espera
Nervoso
Olho no relógio a cada dois minutos...

Televisão ligada
Ventilador no máximo
Sala lotada
Sou o décimo-terceiro...

Do meu lado esquerdo
Um rapaz, feliz, sorridente,
Conta que não tem com que se preocupar
Afinal, é pobre, não tem nada...

Não tem nada a perder...

Do meu lado direito
Uma senhora, feliz, sorridente,
Pergunta meu nome
Eu falo
E conto mais uma porção de coisas...

Ela presta atenção
Mas, cinco minutos depois
Pergunta meu nome novamente...

Seu filho me explica
Fala que ela operou o cérebro
E esquece tudo
O bom e o ruim
O bem e o mal...

Por isso é feliz
Não tem com o que se preocupar...

Nem precisei da consulta.
Saí curado...

Aprendi a ser feliz
Não tendo nada
Afinal não posso perder nada;
E comecei a viver o presente
Esquecendo o passado
E não me preocupando com o futuro...

Os exemplos podem estar perto
Muito perto
E nem sabemos perceber a felicidade
Ao alcance de nossas mãos...

Autor - Jorge Leite de Siqueira




Poesia – Máscaras

Você me pede
Implora
Diz que é importante ver meus olhos...

Eu não posso mostrar
Por isso uso máscaras...

Já me pintei
Mas, manchava quando chorava.
Não me pinto mais.
As máscaras me escondem melhor...

Auto - Jorge Leite de Siqueira

Poesia – Preso

Mãos na grade
Olho para fora
Vejo os pássaros voando
E cachorros correndo...

Pessoas passam
Da direita para a esquerda
E da esquerda para a direita...

Eu, preso, atrás das grades,
Apenas olho
E cumprimento
A quem me saúda...

Que vontade de ser livre!
Que vontade de voar!
Mas não posso
Preciso me trancar
Em minha própria casa
Enquanto os ladrões passeiam lá fora...

Ah, como gostaria de ser livre...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

Poesia – Preso


Mãos na grade
Olho para fora
Vejo os pássaros voando
E cachorros correndo...

Pessoas passam
Da direita para a esquerda
E da esquerda para a direita...

Eu, preso, atrás das grades,
Apenas olho
E cumprimento
A quem me saúda...

Que vontade de ser livre!
Que vontade de voar!
Mas não posso
Preciso me trancar
Em minha própria casa
Enquanto os ladrões passeiam lá fora...

Ah, como gostaria de ser livre...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

Poesia – Terceiro dia

O corpo desce ao túmulo
Preenche o buraco
Sete palmos abaixo...

Ontem, um sorriso.
Ontem, as palavras.
Ontem, conselhos...

Hoje, nada...

E no terceiro dia
Ninguém ressuscitou...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

Poesia – Quatorze anos

Amanhã!
Quatorze anos!
Há quatorze anos estou preso...

Mas, amanhã,
Depois de quatorze anos
Serei solto...

Amanhã...

E depois de amanhã
Como um pirata
Seguirei o mapa
E desenterrarei o tesouro
O que me prendeu aqui
Durante quatorze anos...

Quatorze anos!
Escondi esse segredo durante quatorze anos.
Não falei com ninguém sobre o tesouro
Nem com minha família...

Mas, valeu o sacrifício!
Escondi o tesouro
Puro ouro
Que eu e meu parceiro roubamos...

Há quatorze anos...

Meu parceiro morreu
E só eu sei onde está o tesouro.
Depois de amanhã serei rico...

Depois de quatorze anos...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

04 agosto 2009





Poesia – Soltei o louco

Fechei as janelas
Tranquei as portas
Apaguei as luzes...

E soltei o louco...

Ele vem com um litro de pinga
Sorrindo, gargalhando,
Pegando em minhas mãos
E me botando pra dançar...

Afinal, ele é louco, e pode!
Eu só o desperto em mim...

Às vezes.
Cada vez mais esporadicamente...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

POESIA: SUPER HERÓI

Sou herói
Super-herói
Às avessas...

Não faço boas ações!
Destruo o que toco.
Como bomba atômica
Desintegro esperanças...

Super-herói covarde...

Não prendo bandidos!
Desfaço lares
Despedaço corações...

Será que amanhã eu consigo salvar a mocinha?
Conseguirei combater o mal que há em mim?
Espere o próximo capítulo...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

POESIA - LULA

Sua luta me fascina
Você tem história
Eu te sigo
Sempre mereceu meu voto...

Sei que é difícil governar
Sei que é difícil ser fruta sadia
No meio das frutas podres.
Eu até entendo seus erros,
Mas, não exagera,
Deixa o Sarney cair sozinho...

Ele precisa disso?
Velho, final de história,
Ele precisa manchar sua carreira assim?

Deixa ele!
Se ele quer, que assim seja
Mas, por favor, fique longe...

Você não precisa se sujar nessa lama...

Autor - Jorge Leite de Siqueira


03 agosto 2009

Poesia – O monstro

Era pequeno, quando o criei.
Na verdade, não queria criá-lo,
Mas, criei-o...

No início eu o achava bonito
Gostei dele
Depois, quando cresceu,
Mudou demais
Ficou enorme e feio...

Assustador...

Fiquei apavorado
E o engoli.
Prendi-o dentro de mim...

Agora, ele me consome.
Acaba comigo aos poucos...

Come meu cérebro,
Bebe meu sangue.
Pensa meus pensamentos,
Fala pela minha boca...

Já o vi no espelho
Já o viram em meus olhos...

Hoje, somos um só.
Às vezes, ele manda,
Às vezes, sou eu...

Já quis matá-lo, quando ficou feroz.
Tomei veneno
Parei de ler
Calei-me...

Nada adiantou...

Ele é forte
Tanto quanto eu.
E me venceu...

Hoje não existo mais.
Desculpe-me,
Morri há alguns anos...

Autor: Jorge Leite de Siqueira

POESIA - LIGHT

Stress ao extremo
Taquicardia constante
Noites e mais noites de insônia...

Acabei no médico...

Sentado
Fila de espera
Nervoso
Olho no relógio a cada dois minutos...

Televisão ligada
Ventilador no máximo
Sala lotada
Sou o décimo-terceiro...

Do meu lado esquerdo
Um rapaz, feliz, sorridente,
Conta que não tem com que se preocupar
Afinal, é pobre, não tem nada...

Não tem nada a perder...

Do meu lado direito
Uma senhora, feliz, sorridente,
Pergunta meu nome
Eu falo
E conto mais uma porção de coisas...

Ela presta atenção
Mas, cinco minutos depois
Pergunta meu nome novamente...

Seu filho me explica
Fala que ela operou o cérebro
E esquece tudo
O bom e o ruim
O bem e o mal...

Por isso é feliz
Não tem com o que se preocupar...

Nem precisei da consulta.
Saí curado...

Aprendi a ser feliz
Não tendo nada
Afinal não posso perder nada;
E comecei a viver o presente
Esquecendo o passado
E não me preocupando com o futuro...

Os exemplos podem estar perto
Muito perto
E nem sabemos perceber a felicidade
Ao alcance de nossas mãos...

Autor - Jorge Leite de Siqueira

POESIA - REMÉDIO

Composição
Oitenta e dois quilos
De poesia, utopia, fantasia...

Ação esperada do produto
Pouca prática
Muita teoria
Excesso de filosofia
Exagero de psicologia popular...

Cuidados de armazenamento
Mantenha livre, muito livre...

Prazo de validade
Parece estar vencido
Mas não está...

Gravidez e lactação
Não use em período fértil
E pode ser administrado em qualquer outro período...

Reações desagradáveis
O produto é bem tolerado
Mas podem ocorrer insônia e taquicardia...

Deve ser mantido fora do alcance de crianças...

Contra indicações
Assuntos financeiros...

Características químicas
Alta concentração de malte
Tipo skolziano...

Posologia
Use uma vez ao dia
Alguns dias, duas vezes
Mas nunca, três...

Modo de usar
Engula sem mastigar.
Risco de engasgar
Beba junto uma latinha de cerveja Skol
Ou duas doses de uísque oito anos...

Superdosagem
Sem riscos...

Venda controlada
Faça o pedido
E espere a fila andar...

Autor - Jorge Leite de Siqueira



Dez mitos sobre dietas

Muitos mitos você com certeza já deve ter ouvido e talvez até possa acreditar, mas o fato é que não correspondem à realidade. Aqui vão ...