31 julho 2010

POEMAS CLÁSSICOS

AREIA DA AMPULHETA

Eu sou a areia da ampulheta
O lado mais leve da balança
Cão vira-lata amordaçado
Fusca entre cadilacs
Morador do lado errado
Revólver de espoleta
Mais um do bloco dos sabotados
Da trovoada o pára-raios
Dos trovões
E lá vou eu , examinando
espionando
Vou tachado
Sou pesado - empacotado
rotulado
lacrado e despachado
numerado e condenado
censurado e ultrajado
Meu povo!
Como nos deixamos cair
em tamanha abjeção??

RAUL SEIXAS

29 julho 2010

POESIAS

1864 - NO METRÔ

Vi teus olhos
No meio de tantos
Espremidos pelo corredor...

Encontrei teus olhos
Que me encontraram antes...

Castanhos, curiosos,
Macios, angelicais,
Lisos, lindos...

Olhou-me
E se foi.
Nunca mais me verá.
Nunca mais a verei...

1865 - TÃO LONGE

Perdido em meus pensamentos
Vôo
E visito lugares desconhecidos...

Não sei onde estou
Nem quem sou...

Estou longe
Tão longe
Que devo estar ao teu lado...

1866 - RODOVIÁRIA

Tantas pessoas
Tantas cores
Tanta pressa
Tantos rostos
Tanta diferença...

Ninguém é igual nem nos sotaques...

O que querem aqui?
O que são?
Brasil
Enorme país
Que não é um
É vinte...

Tantos rostos
Tantos sonhos
Dinheiro
Amor...

Quantos voltarão para casa felizes?
A maioria?
Não...

Rodoviária, encontro dos brasis...

1867 - CORAÇÃO

Maldito órgão
Que não me deixa sorrir
Nem trair
Muito menos ser feliz...

Só me permite amar...

1868 - NEGAÇÕES DA VIDA

Não atravesse a rua sem olhar para os dois lados
Não volte tarde
Não fume
Não transe sem camisinha
Não se esqueça dos remédios...

Imposições da idade...

Envelhecemos
Mas nada muda.
Nem os sonhos...

1869 - SE EU FOSSE VOCÊ

Se eu fosse você
Largaria tudo por mim.
Se eu fosse você
Você seria louca...

Se eu fosse você
Eu te amaria
Mesmo tão simples
E confusa
Como sou...

Mas, não sei quem sou,
Como ser?

Se eu fosse você
Eu seria linda...


JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1863 – DEJA VU


Descobri
Que todos os dias
Quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou...

Descobri
Que sou poeta
E sou fingidor
Pois finjo que é dor
A dor que deveras sinto...

Descobri
Que os botões que desabotoava
Iam pouco a pouco
Me deixando ver um pouco de você...

Descobri
Que a vida
É um eterno plágio.
Afinal,
Continuo vivendo
O que alguém já viveu...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1863 – DEJA VU

Descobri
Que todos os dias
Quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou...

Descobri
Que sou poeta
E sou fingidor
Pois finjo que é dor
A dor que deveras sinto...

Descobri
Que os botões que desabotoava
Iam pouco a pouco
Me deixando ver um pouco de você...

Descobri
Que a vida
É um eterno plágio.
Afinal,
Continuo vivendo
O que alguém já viveu...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

27 julho 2010

POESIA 1862 – ERA SONHO?

Quando acordei
E vi Raul Seixas sentado na cadeira
Percebi logo que estava sonhando...

Fechei os olhos
Besliquei-me
Pronto para começar mais uma madrugada de insônia...

Mas, que nada!
Eu estava acordado...

Raul Seixas puxava sua barba mal feita e pontiaguda
E gargalhava, gostosamente, da minha cara de panaca,
Ali, querendo acordar da vida...

Estendeu-me o jornal
Vi que a data estava certa
E os fatos realmente aconteciam:
Avião que se parte no pouso
Jogador que mata a namorada
Pedófilos que são presos em flagrante...

Que notícias!
Melhor um copo de pinga...

Que nada!
Raul me diz que não bebe mais
Que agora é crente...

Acordei assustado.
Era sonho, sim...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1861 – LIGADO

Ligado!
Atenção, ligado!
As luzes, você, eu, tudo, todos, ligados...

Devemos estar ligados
Devemos viver ligados
Online, acordados, viciados,
Não importa
Ligados, ligados, ligados...

Século vinte e um!
Ligados!
Temos que estar ligados...

Celular, computador, tomada elétrica.
Ligados!
Nada de vela
Nada de manivela
Nada de carvão...

Ligados! Ligados! Ligados...

E agora?
O que faço?
Sou bicho preguiça que vive na caverna...

Ligado?
Não quero
Não vou...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1860 – O TEMPO URGE

Vendo minhas fotos de jovem
Vejo o quanto envelheci...

Vi meu filho em minhas fotos...

Um dia pensei ser imortal.
Pensei que nada me mudaria
Que seria sempre moderno
E que sempre estaria na moda...

Agora, sou um velho.
E, como um velho, estou ultrapassado...

O funk me irrita
As gírias me incomodam
As atitudes dessa geração me intrigam...

Meu Deus, como envelheci...

Estou atrasado
Estou retrógrado...

Só faltam as rugas...

Meu filho, cuidado!
O tempo passa muito rápido...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1859 – PROCUREI VOCÊ

Procurei você na escuridão.
Passei a mão na cama
Não te senti
Não te toquei
Você não estava ali
Ao meu lado...

Procurei você na casa
Como um cego
Acendendo as luzes
Correndo pelo corredor...

Procurei você
Como um louco
Mesmo sabendo que você não estava ali...

Procurei você
E te encontrei
No meu coração...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1858 – ANTIGAMENTE

Antigamente eu conversava com passarinhos
Com gatos
Com cachorros...

Antigamente eu conversava com as árvores
Com o sol
Com o vento...

Antigamente eu sorria...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

TODA DOR VEM DO DESEJO DE NÃO SENTIRMOS DOR.
(RENATO RUSSO)

POESIA 1857 – PARECE

A beterraba parece com a banana
A banana parece com o abacaxi
O abacaxi parece com a melancia
A melancia parece o maracujá
O maracujá parece com a beterraba...

A televisão parece com o computador
O computador parece com o telefone
O telefone parece com o liquidificador
O liquidificador parece com a geladeira
A geladeira parece com a televisão...

Eu não pareço com ninguém
Sou único
Um palhaço, idiota, imbecil único...

Por que não nasci jupiteriano?
Ou antariano?
Ou um extraterrestre qualquer...

Por quê?
E por que o tempo demora tanto a passar?

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

POESIA 1856 – SEGREDOS DE VIDA E DE MORTE

Eu não tenho segredos.
Na verdade, tenho: humanos.
Mas, e os divinos?
E os naturais?
E os sobrenaturais?

Não tenho segredos diferentes de ninguém...

Na verdade nem sei o que é um segredo.
É ver a pedra e imaginar a casa?
É ver a casa e imaginar o prédio?
Deve ser ver o prédio e imaginar o terremoto...

Segredos...

Eu vivo, apenas,
Mas não para ter segredos
Nem para ter nada.
Eu apenas vivo...

Vivo para esperar...

E, esperando, esperando, esperando,
Estou com quarenta e cinco...

Daqui a pouco a morte chega
(para meu pai chegou aos cinqüenta)
E me leva...

Então descobrirei o segredo da morte...

É isso!
O segredo é ver a vida depois da morte...

Eu sei que há morte durante a vida,
Nada mais...

Sinto-me um morto esperando ressuscitar...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

25 julho 2010

SEM PALAVRAS

MÚSICA BOA PARA BONS OUVIDOS...

PALAVRAS DE PAZ

FÉRIAS NO SUL





BAIXE CD COUNTRY HITS



Faixas:

CD 01
01. I’ll Try – Alan Jackson
02. I Swear – John Michael Montgomery
03. Take Me As I Am – Faith Hill
04. How Do I Live – Leann Rimes
05. I Cross My Heart – George Strait
06. Angel Of The Morning – Juice Newton
07. Lady – Kenny Rogers
08. In My Life – Bonnie Tyler
09. Little Girl – Lucas Babin
10. Breathe/Barbra Zinger
11. You Made It Right – The Ozark Mountain Daredevils
12. Achy Breaky Heart – Billy Ray Cyrus
13. Havin´ A Good Time – Tommy Shane Steiner
14. I Wanna Do It All – Terri Clark

CD 02
01. Always On My Mind – Willie Nelson
02. Everything I Love – Alan Jackson
03. I Love You – Martina Mcbride
04. We’ve Got Tonight – – Sheena Easton – Kenny Rogers
05. I Will Always Love You – Dolly Parton
06. From This Moment On – Barbra Zinger
07. Everybody Needs Love – Clay Walker
08. You´Re So Lonely To Me – Lucky Jim
09. If Tomorrow Never Comes – Lucas Babin
10. I Hope You Dance – Lee Ann Womack – Sons of the Desert
11. When Boy Meets Girl – Terri Clark
12. It´S A Heartache – Bonnie Tyler
13. Oh, Lonesome Me – Kentucky Headhunters
14. You Can’t Take the Honky Tonk Out the Girl – Brooks & Dunn

CD 03
01. Don’t Tell Me You’re Not in Love – George Strait
02. In My Daughter´S Eyes – Martina Mcbride
03. The Woman In Me – Trace Pony
04. Poor, Poor Pitiful Me – Terri Clark
05. Those Words We Said – Kim Richey
06. Live Those Songs – Kenny Chesney
07. Let Your Love Flow – Bellamy Brothers
08. Standing Outside The Fire – Billy Wilson
09. Dueling Banjos – Eric Weissberg
10. Jambalaya (On The Bayou) – Hank Williams
11. Steamer Lane Breakdown – The Doobie Brothers
12. Fool´S Gold – Poco
13. The Devil Went Down to Georgia – Charlie Daniels Band
14. Take Me Home, Country Roads – Happening

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR CD COUNTRY HITS - 01

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR CD COUNTRY HITS - 02

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR CD COUNTRY HITS - 03

24 julho 2010

FÉRIAS NO SUL





POESIA 1855 – E É NA FALTA QUE TUDO FAZ SENTIDO

O calor não comove
O carinho não amolece
A companhia não mexe...

Apena a ausência prova que a solidão não tem lógica...

E o pensamento vai para o futuro
A expectativa do aviso divino
A espera da voz de Deus...

E espera
E espera
E só espera...

A espera eterna até que a morte nos separe?

JORGE LEITE DE SIQUEIRA

FÉRIAS NO SUL





POR QUE EU VOTARIA NO LULA DE NOVO?

Governo Lula é 'ótimo' ou 'bom' para 77% dos brasileiros, indica Datafolha
Pesquisa anterior apontava aprovação de 78%.

Taxa geral de aprovação continua a ser recorde entre todos os presidentes.

A aprovação do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é de 77% dos brasileiros de acordo com pesquisa Datafolha encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. O percentual é quase idêntico aos 78% apurados no levantamento anterior. A maioria dos brasileiros continua a considerar o governo do presidente Lula como "bom" ou "ótimo".

Segundo a pesquisa, Lula faz um governo regular para 19% dos entrevistados. E somente 4% consideram ruim ou péssimo. 1% não sabe opinar.

A taxa geral de aprovação de Lula continua a ser recorde entre todos os presidentes desde que o Brasil retomou a democracia, em 1985.

Segundo o Datafolha, que fez 10.905 entrevistas entre os dias 20 e 23 de julho, só se percebe uma alteração de alguma significância entre os mais jovens. Nesse universo, a popularidade de Lula caiu seis pontos em 20 dias. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

Também houve estabilidade na nota atribuída pelos eleitores ao governo Lula. A média apurada agora é de 8, contra 8,1 no último levantamento. O presidente está melhor no Nordeste (8,7), entre os que têm nível fundamental de escolaridade (8,5) e renda familiar de até dois salários mínimos (8,4).

As menores médias do presidente estão entre os entrevistados cuja renda familiar declarada é superior a 10 salários mínimos (7,1) e entre os mais jovens (7,7).

É POR ISSO QUE VOTO DILMA 2010

MÚSICA BOA PARA BONS OUVIDOS...

23 julho 2010

MÚSICA BOA PARA BONS OUVIDOS...

POESIA 1854 – DOSES INTENSAS

Estou mal:
Dores diversas
Machucados psicológicos
Dilaceramento de órgãos vitais...

Vou ao médico: não há remédio para meu caso...

Ele quem pensa!
Meu remédio existe...

Eu o bebo em pequenas doses anuais
Com beijos
Com carinho
Com intensidade...

Uma única mulher tem minha cura...

Um dia eu estarei sarado.
Ou morto...

JORGE LEITE DE SIQUEIRA 

FÉRIAS NO SUL




















Dez mitos sobre dietas

Muitos mitos você com certeza já deve ter ouvido e talvez até possa acreditar, mas o fato é que não correspondem à realidade. Aqui vão ...